A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

23/12/2012 09:15

Aliados ainda não sabem se terão espaço no secretariado de Bernal

Fabiano Arruda
Aliado no segundo turno da campanha, Athayde diz que não quer ser subalterno no governo de Bernal. Foto: Rodrigo Pazinato)Aliado no segundo turno da campanha, Athayde diz que não quer ser subalterno no governo de Bernal. Foto: Rodrigo Pazinato)

A nove dias da posse do prefeito eleito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), representantes dos partidos que atuaram na eleição do progressista afirma que ainda não sabem se terão espaço no secretariado.

O deputado Pedro Kemp, do PT, primeiro partido a anunciar apoio a Bernal no segundo turno das eleições, diz que havia uma expectativa da legenda em participar da gestão.

“Que eu saiba não tem nada (convite para formação do secretariado). Creio que se fosse para participar, já deveria ter ocorrido”, analisou.

Kemp afirmou considerar importante que o prefeito eleito construa a governabilidade com os partidos aliados. “Até porque, na administração, há um envolvimento maior (do PT). Ele pode enfrentar algumas dificuldades se não tiver partidos aliados”, pontuou.

Para o deputado, num primeiro momento, a relação da legenda com o futuro chefe do Executivo Municipal será “tranquila”. Ele também disse respeitar as decisões de Bernal e destaca que os vereadores eleitos pelo PT estão dispostos a auxiliá-lo.

O vereador Athayde Nery (PPS), que apoiou a eleição do progressista no arco de alianças encabeçado por Reinaldo Azambuja (PSDB), também avalia que o contato com os partidos já deveria ter ocorrido.

No entanto, garante apoiar o novo prefeito independente de seu partido ser acomodado na administração. “Isso é até bom para a autonomia, porque o que for errado vamos criticar e o que estiver certo vamos elogiar. Minha postura é independente de cargos”, afirmou ele, que é presidente estadual do PPS.

 

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...

“Quero poder influenciar o projeto e não ser subalterno; enquanto puder influenciar é válido, senão, tem que sair do projeto”, opinou Nery.

Já o vereador João Rocha, do PSDB, um dos principais apoios a Bernal no segundo turno, acredita que seu partido terá participação na administração. “Ajudamos no segundo turno e acreditamos que teremos espaço”, declarou, revelando que, até agora, não há nada oficial em relação a acomodação dos tucanos na futura administração.

Publicamente, o prefeito eleito Alcides Bernal afirmou, recentemente, que o anúncio de seu secretariado deve ser feito depois do Natal.

Nesse tempo, após sua vitória nas urnas, muitos nomes e possibilidades estiveram em especulação. O ex-deputado Semy Ferraz, as vereadoras Thais Helena (PT) e Rosiane Modesto, a professora Rose (PSDB), foram quadros que estiveram nos boatos.

No início deste mês, em entrevista, Bernal também afirmou que pode trazer nomes técnicos de fora do Estado para compor o primeiro escalão de seu governo.



O Bernal está perdido, acho que não caiu a ficha que virou prefeito; faltam 6 dias para a posse e o cara não anunciou um único secretário e ainda não falou com os aliados; se fosse eu o PT, PPS e PSDB virava as costas para esse cara e deixava ele sozinho, será o novo Ari Artuzi, vai afundar Campo Grande.
 
João Carlos Rocha em 23/12/2012 22:03:04
esse atayde é muito falso mesmo hein, olha voce ja é um subatermo do povo que colocou voce ai onde está. ok nao se esqueça.
 
walberty filiu da silva em 23/12/2012 17:16:50
Acho justo que a professora Rose participe da administração do novo prefeito, afinal de contas o maior número de votos que ele conseguiu no segundo turno partiu da região que ela assegura com projetos sociais e pediu por ele o voto de confiança, reuniu a todos para apoiá-lo, isso esteve em muitas pesquisas de outubro, todos sabem ser verdade e quem não sabe é só pesquisar;
 
Fernanda Dias em 23/12/2012 15:02:12
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions