A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

10/12/2012 11:42

André diz que não aceita manobras para ampliar verbas da UEMS

Aline dos Santos e Carlos Martins
Governador e representantes de universidade têm reunião hoje. (Foto: Luciano Muta)Governador e representantes de universidade têm reunião hoje. (Foto: Luciano Muta)

Com reunião marcada para 17h desta segunda-feira com representantes da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), o governador André Puccinelli (PMDB) afirmou que não vai aceitar manobras por meio de emendas para aumentar os recursos para a instituição de ensino superior.

“Eles têm que entender que devem se limitar ao orçamento. Manobras por emenda que não cabem a deputados não serão aceitas”, declarou o governador, após inaugurar a escultura “Índia Terena” em frente ao Mercado Municipal de Campo Grande.

Os deputados George Takimoto (PSL) e Felipe Orro (PDT) são autores de uma emenda que destina recursos de R$ 20 milhões para a UEMS. O pedido partiu da reitoria e tem como base o Plano de Melhoria de Infraestrutura e custeio. O documento prevê obras nos campi da universidade, implantação de novos laboratórios didáticos e de pesquisa, e ampliação de acesso a novas tecnologias de informação.

Na reunião de hoje, também será discutido o plano de cargos e carreiras dos professores da UEMS. A reclamação é que o corpo docente exclusivo da instituição recebe gratificação de 50% do salário, porém na aposentadoria só consta o cálculo do salário-base.

Puccinelli sinalizou que não vai atender à solicitação. Ele justificou que somente a Defensoria Pública teve aumento do duodécimo. “O Ministério Público teve redução. Assembleia Legislativa, Tribunal de Contas e Tribunal de Justiça tiveram manutenção”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions