A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Agosto de 2017

18/11/2014 19:24

André pede a Giroto que acelere construção do campus da UEMS na Capital

Ludyney Moura
Fotos tiradas no fim da tarde desta terça-feira nas obras do campus da UEMS em Campo Grande (Foto: Alcides Neto)Fotos tiradas no fim da tarde desta terça-feira nas obras do campus da UEMS em Campo Grande (Foto: Alcides Neto)
Imagens mostram que apesar da vontade de Puccinelli, governo terá que acelerar para entrega em 2014 (Foto: Alcides Neto)Imagens mostram que apesar da vontade de Puccinelli, governo terá que acelerar para entrega em 2014 (Foto: Alcides Neto)

O governador André Puccinelli (PMDB) voltou a afirmar que pretende entregar a campus da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) na Capital ainda em seu mandato, que termina em dezembro deste ano, e que para isso solicitou reforço para o término da obra.

“Eu pedi ao Giroto (Edson Giroto, secretário estadual de transportes e obras públicas) que acoste mais três empresas de azulejo e piso para terminar (a obra). Aquilo (o prédio) será um espetáculo”, disse Puccinelli.

A afirmação foi feita durante a reunião de transição governamental na SEOP (Secretaria de Transportes e Obras Públicas), pasta que tem a incumbência de gerir os R$ 3,6 bilhões de investimentos do pacote de obras MS Forte 2, nos quais se inclui o campus da UEMS.

Caso o prédio da universidade não seja concluída a tempo, o governador prometeu deixar dinheiro em caixa para conclusão. “Quando eu lanço uma obra os recursos já estão em conta especifica”, frisou.

A UEMS em Campo Grande, que custou cerca de R$ 45 milhões aos cofres do Estado, terá área total de 18 mil metros quadrados, com laboratórios, bloco para atividades administrativas, espaço de convivência, biblioteca central, assim como os cursos de Artes Cênicas e Dança, Geografia, Letras, Pedagoga e Turismo, mestrado em Letras.

A unidade atenderá cerca de 1,8 mil alunos e mais 24 mil usuários do sistema de saúde por ano, após o sexto ano de implantação da faculdade de medicina, curso que já foi autorizado pelo CEPE (Conselho de Ensino e Pesquisa) da entidade e já consta na lista de graduações oferecidas pelas instituição a partir de 2015.

O centro universitário da UEMS, na Capital, será construído em área ao lado Agraer (Agencia de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), em frente ao Conjunto José Abraão, na rodovia MS-080, saída para Rochedo. Hoje, a universidade funciona nas escolas Hercules Maymone e no bairro Arnaldo Estevão de Figueiredo.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions