A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

29/11/2011 15:09

André pede liberação de recursos para Sul Fronteira e Nova Lima

Edmir Conceição
André conversa com minist4ro Fernando Bezerra, observado pelo deputado Edson Giroto (PMDB-MS) e o superintendente da Sucedo, Marcelo Dourado.
André conversa com minist4ro Fernando Bezerra, observado pelo deputado Edson Giroto (PMDB-MS) e o superintendente da Sucedo, Marcelo Dourado.

O governador André Puccinelli solicitou, em audiência com o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, a liberação de R$ 5,4 milhões para as obras de contenção da erosão no bairro Nova Lima, em Campo Grande. Ainda na audiência, o governador, que estava acompanhado pelo deputado Edson Giroto (PMDB-MS), reiterou os pedidos de liberação de recursos para a MS-165, que liga todos os municípios por asfalto.

O superintendente da Sudeco, Marcelo Dourado; o secretário Nacional de Defesa Civil, Humberto de Azevedo Viana Filho; e o diretor do Departamento de Reabilitação e de Reconstrução, Coronel Ivan Ramos, também participaram da reunião.

Segundo o governador, o Estado espera R$ 15 milhões da segunda parcela dos recursos para conclusão de obras de substituição de pontes de madeira por concreto armado, em razão dos danos causados pelas chuvas de outubro do ano passado a março deste ano. André pediu também ao ministro Fernando Bezerra R$ 1,2 milhão para canalização do Córrego Cedro, em Cassilândia.

Segundo o governador, a pavimentação da MS-165, entre Aral Moreira e Sete Quedas, completa a interligação por asfalto de toda faixa de fronteira, do Cone Sul até Ponta Porã. Outro extremo, a MS-384, de Antonio João a Porto Murtinho, passando por Bela Vista e Caracol, já está está pavimentada em toda extensão, de 184 quilômetros.

O custo total da pavimentação de 227 quilômetros da MS-165, entre Ponta Porã e Sete Quedas, é de R$ 340 milhões, sendo que no Orçamento da União de 2011 estão previstos R$ 22 milhões para a obra.

Erosão - A erosão no bairro Nova Lima, que aumentou com as últimas chuvas, foi fechada emergencialmente pela Prefeitura de Campo Grande, mas o projeto completo, que já foi aprovado pelo Ministério da Integração, demanda investimentos de R$ 5,4 milhões.

Em razão da demora na liberação de recursos, os custos estão aumentando. De acordo com o secretário de Infraestrutura da Capital, João Antonio De Marco, não é um trabalho simples. Na área serão necessárias várias intervenções e o projeto técnico foi aprovado pelo Ministério da Integração.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions