A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

26/06/2009 21:37

André quer afinar discurso com produtores sobre Funai

Redação

No próximo dia 6, o grupo criado para discutir a demarcação de terras indígenas em Mato Grosso do Sul vai ouvir os representantes dos produtores em Brasília. Antes, porém, o governador André Puccinelli pretende reunir o setor para afinar o discurso sobre os estudos antropológicos da Funai (Fundação Nacional do Índio).

Segundo o governador, a idéia é conversar com todos os grupos, de grandes pecuaristas a agricultores familiares e assim garantir um processo justo e evitar decisões "unilaterais" da Fundação, "o que não será aceito", frisou Puccinelli.

Na quarta-feira, o governador esteve em Brasília, em reunião no Ministério da Justiça com o grupo de trabalho, formado por membros do Ministério Público Federal, governo brasileiro, bancada sul-mato-grossense e governo estadual.

Durante o encontro, Puccinelli ouviu do MPF que em agosto vão começar os estudos antropológicos, sem nova prorrogação.

O debate agora é sobre como indenizar produtores que no futuro sejam atingidos pelas desapropriações. "Não vamos aceitar nenhuma expropriação", lembrou Puccinelli, em defesa de pagamento, inclusive, pela terra nua, além das benfeitorias.

Já foram levantadas algumas alternativas, como a doação de áreas federais como compensação e até o pagamento em dinheiro, com a criação de um fundo para que o governo federal repassasse verbas aos Estado que faria o ressarcimento, já que área demarcada é considerada da União e por isso não pode ser paga.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions