A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

22/10/2012 16:20

André “torce” para Senado não reduzir índices do FPE: “seria inconsequência”

Fabiano Arruda e Paula Vitorino
Governador André Puccinelli explica que cada ponto percentual do FPE representa cerca de R$ 50 milhões para MS. (Foto: Rodrigo Pazinato)Governador André Puccinelli explica que cada ponto percentual do FPE representa cerca de R$ 50 milhões para MS. (Foto: Rodrigo Pazinato)

O governador André Puccinelli (PMDB) comentou, nesta segunda-feira, durante agenda pública em Campo Grande, que a bancada federal do Estado vai acompanhar com atenção a votação de projeto sobre o novo critério para a partilha do FPE (Fundo de Participação dos Estados), que vai ganhar prioridade na próxima semana na Casa.

Puccinelli explicou que são cinco projetos que tentam regulamentar o fundo em tramitação no Senado. Ele definiu como inconseqüência se alguma das matérias reduzir os atuais 1,33% que Mato Grosso do Sul tem direito.

O Senado está pressionado a julgar os projetos por conta de decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), que, em 2010, declarou a inconstitucionalidade da regra atual e deu prazo até o final deste ano para que o Poder Legislativo aprove uma nova lei complementar. Caso contrário, os repasses serão suspensos.

Conforme o governador, cada ponto percentual na partilha significa cerca de R$ 50 milhões ao Estado. Um dos projetos que tramita na Casa elevaria o índice de MS para 2,81%, explicou, o que representaria R$ 90 milhões a mais nos cofres estaduais.

André lembrou que, depois da apreciação dos senadores, a matéria vai para a Câmara Federal. “Nossos oito parlamentares, diante dos 513, vão precisar se associar com outros de outras regiões”, comentou, sugerindo união com deputados do Norte, Nordeste e Sul.

As discussões sobre o FPE, no entanto, devem dominar as atenções no Senado a partir da próxima semana. Isso porque senadores destinam seus tempos até o final de semana em cidades que estão no segundo turno das eleições.

Entenda – Segundo informações da Agência Brasil, pelo texto em análise, o atual critério de distribuição do fundo seria preservado com 85% dos recursos do FPE destinados aos estados do Norte, Nordeste e Centro-Oeste. O restante, pela regra, é partilhado entre o Sul e o Sudeste.

Ao mesmo tempo, ainda conforme reportagem da agência, os senadores elaboram uma nova regra que prevê a distribuição de valor excedente à receita arrecadada no ano anterior, tomando por base critérios como IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), saneamento básico e condições geográficas.

Assembleia recebe prestação de contas e fará limpeza de pauta antes do recesso
A última semana de trabalho do Poder Legislativo de Mato Grosso do Sul em 2017 será aberta com a audiência pública para prestação de contas do govern...
Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions