A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

21/02/2013 18:01

Ao receber Mário César, chefe do TCE prega harmonia entre poderes

Josemil Rocha
Com Cícero, Mário Cesar defendeu parcerias (Foto: Divulgação)Com Cícero, Mário Cesar defendeu parcerias (Foto: Divulgação)

O presidente do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul (TCE-MS), conselheiro Cícero Antônio de Souza, defendeu hoje, ao receber a visita do presidente da Câmara de Campo Grande, vereador Mário Cesar (PMDB), que prepondere relação harmônica entre os poderes públicos. "A harmonia tem que reinar em todos os segmentos da sociedade e essencialmente nos poderes públicos", afirmou Cícero, evitando, porém, fazer comentários diretos sobre os conflitos entre o chefe do Executivo de Campo Grande, Alcides Bernal, e o Legislativo Municipal.

Cícero de Souza foi recentemente reeleito, pela quarta vez, para a presidência do TCE, biênio 2013/2014. No encontro com Cícero, Mario Cesar esteve acompanhado do chefe de gabinete da Presidência da Câmara, André Luiz Scaff.

Futuras parcerias também foram discutidas durante a visita, entre elas um trabalho conjunto entre a Escola do Legislativo da Câmara e a Escola Superior de Controle Externo (Escoex) do TCE-MS. "Com profissionais mais qualificados é possível fiscalizar melhor a gestão pública e com isso garantir maior transparência de todos os agentes políticos", afirmou Mário Cesar.

A Escoex tem promovido ciclos de conferências, simpósios, seminários e palestras, atividades de pesquisa, estudos e cursos de extensão. Através de convênios com instituições de ensino superior, a Escola do Tribunal de Contas também realiza cursos de especialização, em nível de pós-graduação (latu senso).

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions