A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

21/05/2013 16:35

Assembleia Legislativa define os cinco membros da CPI da Saúde

Zemil Rocha
Onevan vai convocar a reunião que elegerá presidente e relator da CPI (Foto: Giuliano Lopes)Onevan vai convocar a reunião que elegerá presidente e relator da CPI (Foto: Giuliano Lopes)

As bancadas com representação na Assembleia Legislativa indicaram na manhã de hoje (21) os cinco membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde, que foi criada no dia 14 de maio para investigar as irregularidades na aplicação dos recursos públicos por parte das instituições de saúde no Estado. O PMDB indicou dois membros, o PT um, o PSDB outro e a bancada dos pequenos partidos o quinto integrante.

Como já havia antecipado o Campo Grande News, na semana passada, o PMDB indicou Oswaldo Mocha Júnior, líder do governo na Casa, e Maurício Picarelli para a CPI da Saúde. Os dois articuladores da audiência pública que resultou na criação da CPI, Amarildo Cruz (PT) e Lauro Davi (PSB) também compõem a comissão, o primeiro representando a bancada petista e o segundo a dos pequenos partidos. Já o PSDB escolheu Onevan de Matos.

A escolha do presidente da CPI deve acontecer ainda esta semana em reunião a ser convocada e presidida pelo deputado Onevan de Matos, por ser o mais idoso dos parlamentares integrantes da comissão. Serão eleitos presidente, vice e relator.

A CPI da Assembleia terá 120 dias para a conclusão dos trabalhos e também irá apurar a legalidade, oportunidade e conveniência das terceirizações de serviços realizados com as verbas repassadas. Em Campo Grande, já está em funcionamento uma CPI congênere, criada pelos vereadores.

Os pedidos de instalação de ambas as CPI ocorreu após a divulgação no Fantástico, da TV Globo, de fraudes na gestão do Hospital do Câncer e do Hospital Universitário, num esquema criminoso que teria sido montado para beneficiar clínicas particulares. Antes da matéria do programa global, a denúncia já tinha sido feita pela imprensa local, com base nos dados levantados pela Operação “Sangue Frio”, da Polícia Federal em conjunto com a CGU (Controladoria-Geral da União) e o MPE (Ministério Público Estadual). 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions