A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

01/08/2018 08:41

Assembleia retorna atividades com 22 deputados em busca da reeleição

Deputados terão que conciliar os trabalhos no legislativo, com as reuniões e viagens de campanha

Leonardo Rocha
Deputados Maurício Picarelli (PSDB), Junior Mochi (MDB), Onevan de Matos (PSDB) e Amarildo Cruz (PT), na mesa diretora (Foto: Victor Chileno/ALMS)Deputados Maurício Picarelli (PSDB), Junior Mochi (MDB), Onevan de Matos (PSDB) e Amarildo Cruz (PT), na mesa diretora (Foto: Victor Chileno/ALMS)

A Assembleia Legislativa retorna as atividades nesta quarta-feira (01), com 22 dos 24 deputados, ou 91% do total, buscando a reeleição no legislativo, na eleição deste ano. Os outros dois que completam o grupo – Beto Pereira (PSDB) e George Takimoto (MDB) – vão tentar uma vaga na Câmara Federal, em Brasília.

O recesso parlamentar terminou no meio do período de convenções, com os partidos definindo quais as alianças e coligações serão feitas para esta campanha. O prazo final para esta definição é no próximo domingo (5), depois os políticos têm até o dia 15 de agosto para registrarem a candidatura no TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul).

Com a maior bancada da Assembleia, com oito deputados, os tucanos devem aproveitar este período de campanha para defender o legado do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), assim como os parlamentares que estiverem dentro deste projeto, como aliados. No caso do PSD (Grazielle Machado), DEM (José Carlos Barbosa e Zé Teixeira) e SD (Herculano Borges).

O MDB com a segunda bancada, tendo sete deputados, terá que dar o respaldo para senadora Simone Tebet (MDB), que foi confirmada no último domingo (29), como pré-candidata ao governo, no lugar do ex-governador André Puccinelli (MDB), preso pela Polícia Federal, desde o dia 20 de julho.

Já a bancada do PT também terá um nome ao governo para defender, no caso o ex-prefeito de Mundo Novo, Humberto Amaducci. O presidente da Assembleia, o deputado Junior Mochi (MDB), disse que vai novamente conversar com os deputados, para que a campanha que começa a prtir do dia 16, não atrapalhe os trabalhos e votação de projetos na Casa de Leis.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions