A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2018

18/05/2013 14:50

Bernal diz não compactuar com "erro" e vai averiguar caso Agetran

Zemil Rocha e Aline dos Santos
Bernal avisou que vai determinar que a denúncia seja investigada (Foto: Marcos Ermínio)Bernal avisou que vai determinar que a denúncia seja investigada (Foto: Marcos Ermínio)

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), vai determinar que seja verificada se houve algum tipo de irregularidade envolvendo diretorias e chefias de divisão da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), bem como a sistemática de pagamento e incorporação da “produtividade”.

Fiscais da própria Agetran denunciaram que servidores teriam recebido “produtividade” indevida, através de “chefias” não oficializadas, nos últimos quatro meses. A fim de regularizar a situação, o prefeito Alcides Bernal editou decreto, publicado no dia 9 de maio no Diário Oficial (Diogrande), nomeando Cesar Augusto Miyasato como Diretor do Departamento de Fiscalização e Controle de Multas, Luiz Carlos Alencar Filho como Diretor do Departamento de Programação Operacional e Carlos Gomes Guarini Leite da Silva como Chefe da Divisão de Operação e Coordenação da Fiscalização de Trânsito.

O suposto esquema de pagamento indevido de “produtividade” estaria engordando salários desses chefes. Pelo cargo comissionado, a remuneração é de pouco mais de R$ 3 mil, mas com a soma de 40% de produtividade sobre o trabalho de fiscalização atingiria R$ 11.500,00 no caso de diretor e R$ 10.500,00 no caso de chefe de divisão.

Além disso, um dos três funcionários beneficiados pela edição do Decreto “PE” n. 797, do prefeito Alcides Bernal, que retroage os efeitos da nomeação “a contar de 1º de janeiro de 2013, para fins de regularização funcional e financeira”, Carlos Guarini foi escolhido para presidir uma Comissão de Sindicância contra o fiscal José Tomaz Macedo, que denunciara as vantagens indevidas à Ouvidoria da Prefeitura de Campo Grande.

Bernal não soube informar a situação desses servidores na Agetran. “Pelos nomes não consegui identificar, mas vou mandar averiguar o que está acontecendo. Não tenho compromisso com coisa errada. Também espero que não seja notícia falsa que vise criar polêmica”, declarou o prefeito.

 



Não compactua com erros??? hauehauehauehauehauehauhaeu
Olha pra sua gestão na prefeitura Bernal, faltando medicamentos, faltando merenda nas escolas, suspendendo pagamento de contratos...
Que país é esse??!?!?!
 
Afonso Netho em 19/05/2013 23:12:30
sem comentários... e ainda vamos ter 4 anos pela frente, que Deus nos ajude. Isto é se ele já não picou a mula de Campo Grande também.
 
Ailton Januário Branco em 19/05/2013 21:35:29
"(...)Não tenho compromisso com coisa errada.(...)" - By Big Boss Bernal!

Parece piada uma alegação dessa, na boa...Eu votei no Bernal e estou começando a me arrepender! Os motivos desse arrependimento não se dá somente pelo fato dele (Bernal) ter comprado um apartamento situado no condomínio vertical MAIS CARO E SELETO (R$) de Campo Grande, nem pela total inércia do mesmo (que visa beneficiar o próprio bolso) em relação àquele aumento ridículo, baixo e oculto que ele e os vereadores arquitetaram e executaram.... Agora o "bacana'' vem a público e fala isso... Sai fora Jacaré!
 
Thiago Alves de Assis em 19/05/2013 11:54:00
Pode remanejar 50 milhões dos cofres públicos sem autorização ?
Pode decretar estado de emergência e comprar gasolina superfaturada?
Pode nomear secretario que esta sendo investigado por receber propina?
O sr. Sabe oq é improbidade administrativa?
E vem com essa conversa fiada, sr. Bernal estamos cheios de conversa fiada a juventude esta organizando manifestação, aguarde
 
Amadeu Silva em 18/05/2013 16:14:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions