A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

23/02/2013 12:39

Bernal diz que administra se desviando de “tiros da maldade e da calúnia”

Carlos Martins
Alcides Bernal: Não temos medo de desafio, nem de cara feia (Foto: Luciano Muta)Alcides Bernal: "Não temos medo de desafio, nem de cara feia" (Foto: Luciano Muta)

Durante lançamento da campanha contra a dengue na sede do Conselho Regional de Odontologia (CRO-MS) neste sábado, o prefeito Alcides Bernal mais uma vez apontou a administração passada como a responsável pela epidemia de dengue na Capital que já causou a morte de cinco pessoas, com 30.762 casos notificados. No discurso, como ocorreu já em outras oportunidades, fez observações – de forma velada - sobre adversários políticos ou pessoas que tentam denegrir sua imagem por meio de “calúnias e difamações”.

“O que ocorre é a falta de ação do governo passado. Em maio de 2012 já tínhamos informação oficial registrando que teríamos essa epidemia. Era um alerta para que fossem tomadas providências para prevenir”, disse o prefeito, que recebeu o apoio do CRO ao programa lançado pela prefeitura “Saúde em Ação”, cujo foco é o combate ao mosquito da dengue.

Bernal lembrou que, quando assumiu o governo, a administração contava com apenas dois veículos usados para a borrifação de inseticida. Hoje, a secretaria de Saúde conta com 11 veículos e em breve receberá outros totalizando 20 carros à disposição. Bernal diz que as providências que deveriam ter sido tomadas, e não foram, seriam elementares. “As providências começariam com a conscientização da população juntamente com a ação do Poder Público, que deveria melhorar a freqüência de agentes de saúde nas vilas e bairros e fazer a borrifação. Isso não foi feito”.

O prefeito disse, ainda, que quase uma centena de microrregiões encontrava-se desassistida do agente de saúde, o que isso significa que mais de 140 mil domicílios ficaram sem ser visitados. Segundo Bernal, a estrutura da saúde estava despreparada para receber tamanho contingente de pessoas com sintomas da dengue e também para atender pessoas com necessidade de hospitalização.

Cara feia - “Mas não nós rendemos para o tamanho do problema e sim olhamos a importância que tem a solução. Não temos medo de desafio, nem de cara feia, nem de blá, blá, bla, muito menos de poderosos que se acham acima de tudo e de todos e que querem muitas vezes inventar situações desnecessárias ou inconseqüentes prejudicando a todos e deixando de fazer o que deveria e querendo tapar o sol com a peneira”,disparou.

Ao destacar que a sociedade está fazendo sua parte, incluindo também os profissionais da odontologia que serão importantes no diálogo com seus pacientes, Bernal disse que também está fazendo sua parte. “Estou correndo atrás, nos desviando de tiros constantes que lançam contra nós , tiros de maldade, da calúnia, da difamação, da discórdia. Enfrentamos um início de administração pública com galhardia, de quem faz o melhor dentro do que é possível, dentro daquilo que é necessário, ciente, também, que não viemos aqui para encontrar as coisas fáceis”.

Para suplantar os problemas, Bernal citou a importância do apoio de parcerias sérias, que fazem a diferença. “Vamos vencer as dificuldades, não temos dúvida de que o preconceito e a discriminação e a politicagem , não haverá de suplantar o verdadeiro objetivo da política que é dar melhor qualidade de vida a nossa gente. Cada dia que passa contamos com o apoio de mais gente. É o momento de dificuldades que sabemos quem está a favor”, finalizou o prefeito.

Assembleia recebe prestação de contas e fará limpeza de pauta antes do recesso
A última semana de trabalho do Poder Legislativo de Mato Grosso do Sul em 2017 será aberta com a audiência pública para prestação de contas do govern...
Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...


A CONTINUAR DESTA FORMA, ESTE GOVERNO MUNICIPAL TENDE A SER DE LONGE O PIOR DA NOSSA HISTÓRIA... MEU CARO PREFEITO VOU LHE LEMBRAR UM VELHO DITADO QUE COM CERTEZA O SENHOR DEVE CONHECER "CASOU COM A VIÚVA, TEM QUE CRIAR OS FILHOS DELA" PARA DE CHORAMINGAR E TRABALHE, AFINAL NA SUA CAMPANHA O SENHOR DIZIA SABER MUITO BEM OS PROBLEMAS QUE ENFRENTARIA... OU O SR. ESTAVA CALUNIANDO?????
 
EDUARDO LEAL em 25/02/2013 08:08:28
Não parou ainda de chorar pelo leite derramado? Ficar procurando culpado é mostrar falta de competência, meu caro. Toda pessoa que pega algo para administrar assume onus e bonus, e seu salario é muito bem pago para você trabalhar e não para ficar reclamando e falando de coisas passadas. Quem muito fala, não faz nada.
 
Cassilda Silva em 23/02/2013 21:33:19
Administra o que? Só se for o rádio.
 
Rodrigo Souza em 23/02/2013 19:43:35
O sr. Bernal poderia começar a trabalhar e parar de por a culpa no governo anterior. Daqui a pouco até a chuva que nos assola vai ser culpa do governo anterior. Falta de ética, responsabilidade e capacidade para se resolver os problemas. E a situação da cidade continua piorando...
 
moises santos em 23/02/2013 16:14:17
Acredito nesta politica diferenciada, e na forma que o Sr. Prefeito estar conduzindo sua gestão, A dengue é uma herança maldita, que devemos atacar de frente e com a união de todos, Eu como cidadão e Tecnico Agropec. estou fazendo uma campanha voluntária da dengue, desde de 05 de fevereiro, que estou distribuindo os folhetos informativos da dengue, andando pelo centro, visitando as lojas da Calogéras, da 14 , da 13, da Mal candido, da Dom Aquino, da Afonso Pena, da Barão, Da Mato Grosso, informando as pessoas e de como prevenir a dengue, e pedidindo ajuda no combate, e todos tem sido solidários , os taxistas, e moto taxis, farmacias, postos . grandes supermercados , por tanto o povo deve ajudar, sofro preconceito sim pela cor da pele, mais estou fazendo a minha parte,. e vc.
 
GERALDO PEREIRA SOUZA em 23/02/2013 14:48:51
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions