A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

08/04/2014 18:04

Bernal entra com ação para tirar do Youtube vídeo que o chama de “corrupto”

Josemil Arruda
Bernal também entrou com ação contra jornal que o acusou de extorquir empresários (Foto: arquivo)Bernal também entrou com ação contra jornal que o acusou de extorquir empresários (Foto: arquivo)

Para tentar barrar um vídeo que o acusa de ser corrupto, o prefeito cassado Alcides Bernal (PP) ingressou com ação na 16ª Vara Cível de Campo Grande pedindo a retirada da postagem da rede social Youtube, da empresa Google Brasil Internet Ltda, e a identificação do autor da postagem. Há no vídeo inclusive montagem de foto, em que o ex-prefeito aparece segurando um banner com a mensagem: “Desrespeitei seu voto”.

No vídeo, Bernal é acusado de “corrupção”, “superfaturamento”, “comandar pessoalmente um esquema de corrupção que envolveu fraudes, superfaturamento e inúmeras irregularidades”, “corrupto de Campo Grande” e de “proceder de modo incompatível com a dignidade e decorro do cargo”.

Segundo o advogado de Bernal, Luiz Guilherme Melke, a publicação do vídeo teve como única intenção ofender o seu cliente, “não possuindo quaisquer elementos que promovam o real interesse público, sendo imperioso impedir que possa ser exibido pela internet”.

Não se trata, segundo o advogado, de mera opinião a ser incondicionalmente protegida com fundamento na liberdade de expressão - mesmo porque não é possível identificar o seu emissor - mas de “vídeo que faz falsas e graves acusações contra o autor”.

O usuário “Julio Alves”, se queixa o ex-prefeito, publicou o vídeo no Youtube sem identificar-se propriamente. Na página de seu perfil não há qualquer informação sobre sua pessoa, tornando-se impossível verificar sua verdadeira identidade, conforme o advogado.

Na ação, Bernal pede que o juiz determine ao réu que retire imediatamente de seu site Youtube o vídeo identificado pela URL “https://www.youtube.com/watch?v=LFS0u_rRtfw”, sob pena de multa diária, no valor de, no mínimo, R$ 10.000,00. Requer ainda que seja determinado ao réu que forneça todos os dados para identificação do usuário “Julio Alves”, perfil acessível pela URL “https://www.youtube.com/channel/UC3pVzZrZnOcH3 CvEwD13GIg/feed“, inclusive o endereço de IP do equipamento do qual originou-se a publicação do vídeo.

Acusação de extorsão - Em outra ação recente, Alcides Bernal também pede que seja retirada de circulação edição do jornal Boca do Povo, em decorrência de matéria sob os títulos de "Tremendo 171 - Exclusivo" e "Ronan e Bernal extorquiram empresários".

Na matéria, Bernal e Ronan são acusados de serem criminosos por terem praticado atos de extorsão contra empresários da Capital. Segundo o ex-prefeito, a acusação é "falsa" e visa apenas atacar sua honra e imagem.

Esse processo está tramitando na 5ª Vara Cível de Campo Grande. Ao juiz, Bernal pede a imediata suspensão da distribuição do jornal, sob pena de multa diária de R$ 100 mil.

 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions