A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

19/07/2013 16:18

Bernal indisponibiliza imóvel na Via Parque e donos pedem sua cassação

Zemil Rocha
Despacho de Santini favorável à ativação da inscrição imobiliáriaDespacho de Santini favorável à ativação da inscrição imobiliária

Revoltados com a indisponibilização de uma área de sua propriedade, após desapropriação parcial para a implantação da Via Parque (Avenida Nely Martins), os proprietários protocolaram na Câmara de Campo Grande um pedido de abertura de processo de cassação contra o prefeito Alcides Bernal (PP). Mesmo com parecer jurídico pela ativação da inscrição imobiliária do terreno subsistente, de 6.566 metros quadrados, da lavra de Luiz Carlos Santini, procurador-geral do Município, e pedidos oficiais de liberação, Bernal sentou em cima do processo, impedindo que os donos da área, Milena Trombine Saliba e Youssef Saliba, efetivem a venda do imóvel a uma empresa nacional de renome.

Eles alegam, ainda que, de quebra, a medida condena a cidade a não ganhar um estabelecimento comercial de grande porte. Também impede a criação de novos empregos e o aumento na arrecadação de impostos.

A atitude do prefeito Alcides Bernal de não ativar a inscrição municipal do imóvel pode ter origem no fato de a desapropriação, que incidiu sobre 410 metros quadrados da antiga área, ter sido promovida para implantação do Projeto Sóter, ainda na gestão de André Puccinelli, embora o decreto desapropriatório só tenha sido publicado em dezembro do ano passado, último ano da gestão de Nelsinho Trad.

Para a construção da Via Park foram desapropriados vários imóveis entre os quais o de Milena Saliba, próximo ao prédio da Plaenge. A desapropriação incidiu sobre um pedaço para contemplar a avenida. Originalmente, o terreno tinha 6.976 metros quadrados. Com a intervenção da prefeitura, no lugar dele sugiram dois novos imóveis: lote NM, com área de 410,7218 m2, matriculado sob o nº 225.221 da 1ª Circunscrição do Registro Imobiliário, desapropriado nos termos do decreto municipal nº 12.089, de 31 de dezembro de 2012; e lote MT (remanescente), objeto da matrícula 225.220 da 1ª CRI, com área de 6.566,12 m2, que continuou de propriedade de Milena e Youssef Saliba.

Segundo o advogado dos proprietários do imóvel, Joseph Georges Sleinan, o valor da desapropriação, cerca de R$ 100 mil, em nenhum momento foi contestado por nenhuma das partes. “Os proprietários não receberam nada ainda e não sabemos quando será pago os 410 metros. Isso não importa. O que interessa é que há um outro terreno, de 6,5 mil metros que está indisponibilizado porque o prefeito não quer liberar a ativação da inscrição”, afirmou ele.

A indefinição de Bernal, segundo Sleinan, está causando prejuízo para a própria Prefeitura de Campo Grande, que estaria deixando de arrecadar cerca de R$ 18 mil em IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano). “A Prefeitura lançou IPTU na inscrição antiga, que já está cancelada, e isso atrapalha a arrecadação do Município. Os proprietáros não vão pagar imposto sobre imóvel que não mais existe”, declarou o advogado, explicando que o que há atualmente são dois novos imóveis com matrículas diferentes. “A inscrição velha morreu”, insistiu.

Sem inscrição imobiliária na Prefeitura, o imóvel fica indisponível. “Agora apareceu uma empresa de fora para comprar o imóvel, fez contrato, tudo certinho e a empresa precisa escriturar e não consegue, por falta da inscrição na prefeitura”, contou Joseph Sleinan. “Faltando essa inscrição imobiliária, o imóvel não existe e o dono não consegue construir, alugar”, acrescentou.

Sem justificativa - A Prefeitura de Campo Grande nega-se a liberar a ativação do imóvel e sem dar qualquer motivo. A primeira tentativa de “destravar” a inscrição municipal aconteceu entre os dias 3 e 14 de junho de 2013, quando os representantes dos donos dos imóveis estiveram reunidos, por mais de cinco vezes, com o representante do setor de cadastro imobiliário do município, Clóvis Costa Rondon.

Lá teriam obtido a informação de que “nada obsta para a ativação imobiliária do lote MT” e só dependeria de “autorização superior”. Além disso, o processo nº 9915/2008-75 estaria no “gabinete do prefeito”.

O próximo passo foi um pedido oficial ao procurador-geral do Município, Luiz Carlos Santini, que ofereceu parecer no sentido de que fosse liberada a inscrição. “Considerando o narrado no expediente retro, e tendo em vista que não há dívida na inscrição originária (R1B), não vejo óbice á ativação da inscrição do lote MT (remanescente), devendo, pois, o pedido ser autorizado por ausência de impedimento legal”, decidiu Santini, no dia 28 de junho de 2013.

Na semana passada, cansados de esperar por Bernal, os proprietários ingressaram com representação na Câmara de Campo Grande e também no Ministério Público para que o prefeito seja instado a respeitar a lei e seja punido por abuso de poder.

“É vergonhoso o que está acontecendo. Virou até motivo de piada popular”, disse o advogado dos donos do imóvel indisponibilizado por Bernal. “Chegamos a fazer ofício para o prefeito no dia 10 de junho e ele não respondeu até hoje. É uma pessoa totalmente autoritária”, acusou.

Temer diz que adiamento da reforma da Previdência foi 'ótimo' para ganhar votos
O presidente Michel Temer procurou mostrar otimismo ao falar sobre a reforma da Previdência ao dar posse ao deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) c...
Diretor da PF entrega ao STF relatório de investigação sobre ministros
O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, entregou hoje (15) à ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), um re...
TRE realiza plantão para cadastramento biométrico neste sábado na Capital
O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) realiza neste sábado mais um plantão para atender eleitores de Campo Grande que ainda nã...


Estive ontem visitando a Praça Itanhangá, me deu um enorme tristeza. A mesma encontra-se abandonada. A torneira do bebedouro danificada, vazando água direto e muito lixo. Sentado num banco, ao lado da Cabine da Guarda Municipal, um jovem bem vestido, fumando maconha e mexendo com jovens e senhoras que faziam caminhada. Após, deitou e dormiu, tranquilamente, no meio das crianças que aproveitam as férias para usufruírem da beleza daquele local.
 
Josevaldo Pereira em 20/07/2013 13:48:53
Este Bernal não se elege nem mais para Sindico do seu prédio. Há, desculpe, ele devolveu o apto. depois que foi denunciado.
 
Josevaldo Pereira em 20/07/2013 13:40:51
é sempre assim ....nunca vai estar bom para a população...o cara acabou de entrar no mandato e ja tem que transformar uma cidade que sempre foi desmerecida pelas autoridades em apenas 6 meses.........brincadeira heim....deixa o tempo mostrar quem ele é.....
 
Everson kennedy em 20/07/2013 08:28:09
Então Maria Silva e Reinaldo Sandim, é facil falar quando não é com a gente, queria ver se isso estivesse acontecendo com vcs se iam dar razão.
Alem de tudo ainda quer cobrar IPTU isso é ROUBO.
 
Adriana Silva em 20/07/2013 08:26:23
Virou piada. Qualquer assunto agora é motivo de cassação, enquanto isso vereadores acusados de compra de votos seguem exercendo o mandato sem nenhum impedimento, e com pouca repercussão na mídia.
 
Daniel Sanches em 20/07/2013 08:04:12
virou moda agora qualquer coisinha foi O BERNAL VAMOS TIRAR ELE DA PREFEITURA,ISSO TA VIRANDO PALHAÇADA MESMO.
 
Agnaldo Silva em 20/07/2013 07:17:43
To achando é pouco esses grupinhos revoltados....kkkkkkkkkkkkkk
Respeitem a democracia. O sujeito foi eleito pelo voto. Se ele tiver que sair que saiam todos os outros que fazem coisas piores. Veja o caso desse Mario Cesar, condenado e ninguém fala nada...
 
Filipe Alberto em 20/07/2013 06:56:57
Mas que é isso? ja esta virando piada essa historia de cassaçao
 
Clodoaldo lemes de souza em 20/07/2013 03:26:17
Infelizmente nosso prefeito perdeu totalmente o controle da situação, está numa descendência moral e política que não tem mais recuperacão, já não cola mais a imagem de coitadinho, perseguido ou de bom samaritano, nem mesmo as pessoas que ele escolheu para trabalhar com ele acreditam mais na reversão do atual quadro, o Delcidio já sai fora, deixou o Bernal afundar sozinho, sob pena de nalfragar junto seu projeto p/ 2014, o PT não se intitula mais pai dessa criança e a cada dia Bernal fica mais isolado. Seu fim está próximo Bernal é uma questão de tempo, só uma questão de tempo!!
 
Bianca Lacerda Daiten em 20/07/2013 02:34:15
É interessante que os leitores que se indignam contra o atual prefeito de Campo Grande não sabem ler e entender o que está explícito na reportagem. Entenda o por que: " ...área, ter sido promovida para implantação do Projeto Sóter, ainda na gestão de André Puccinelli, embora o decreto desapropriatório só tenha sido publicado em dezembro do ano passado, último ano da gestão de Nelsinho Trad." Concluo que o problema é partidário e não político. Saibamos reivindicar.
Sugestão de leitura - livro de Mario Sérgio Cortella: Politica para não ser idiota.
 
Adilson Rondon em 20/07/2013 00:55:59
E o Bernal, lembram desta Frase. aguenta campo Grande o BERNAL. Não foi isto que o povo esperava. E O BERNAL fala paro o POVO. que POVO !!!!!!!!!!!!! EU SOU O BERNAL.
 
Reinaldo Jordão em 19/07/2013 20:39:02
Bernal pode nem sequer ter tomado conhecimento do imbroglio com o imovel, mas como está com moral baixo, atribuem a ele.
Se tivesse bem cotado com a imprensa e com a populacao, o assunto poderia nem ter virado notica.
 
Reinaldo Sandim em 19/07/2013 18:54:53
Muito provavelmente, a mente criativa do prefeito enxerga nos donos do terreno apoiadores ou, quem sabe, facilitadores do trabalho da antiga administração municipal. Portanto, ele não libera o lote, prejudica os proprietários, a cidade e ele mesmo. A reportagem não cita se há processo aberto para que a prefeitura se pronuncie, caso não exista, deveria ter um processo antes de pedir a cassação do prefeito. Afinal, as argumentações da atual administração são divertidíssimas e, em julgamento, vão ter que falar.
 
Renato Rios Fane em 19/07/2013 17:18:20
E O BERNAL???? KKKKKKKKKKKK ATÉ SENTA EN CIMA DE DOCUMENTOS,???? PARECE BRINCADEIRA MAIS ESTE CARA JÁ DEU , AGORA É FORA BERNAL FORA....
 
ELY MONTEIRO em 19/07/2013 16:42:32
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions