ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEGUNDA  20    CAMPO GRANDE 34º

Política

Bernal pede à Câmara para tirar R$ 6 milhões da Educação e pagar dívidas

Pedido de suplementação foi encaminhado à Casa de Leis ontem para ser votado em regime de urgência

Por Anahi Zurutuza e Christiane Reis | 22/12/2016 10:48
Vereadores analisam projetos antes de votar (Foto: Christiane Reis)
Vereadores analisam projetos antes de votar (Foto: Christiane Reis)

De última hora, o prefeito Alcides Bernal (PP) encaminhou pedido de autorização aos vereadores para remanejar recursos da Semed (Secretaria Municipal de Educação) para o IMPCG (Instituto Municipal de Previdência Social). São no total R$ 6 milhões, que segundo a prefeitura, serão usados para quitar débitos com médicos, clínicas e laboratórios que atendem servidores municipais.

O pedido chegou ontem (21) à Casa de Leis para ser votado em regime de urgência. “É um projeto de suplementação, ou seja, movimentação de recurso de uma área para outra área. Nossa equipe técnica está analisando, mas este, como todos os outros pedidos que chegaram para os vereadores neste ano, será votado em regime de urgência”, afirmou o presidente da Câmara Municipal, vereador João Rocha (PSDB).

Além do pedido, vereadores devem votar projeto que prevê a isenção do ISSQN (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza).

Colapso - Médicos, psicólogos e outros profissionais de saúde chegaram a deixar de atender pacientes do IMPCG neste ano. A justificativa dada pelos credenciados aos servidores municipais e seus dependentes é que a autarquia administrada pela prefeitura da Capital atrasa constantemente os pagamentos pelas consultas, procedimentos e tratamentos realizados.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário