A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

16/05/2013 15:16

Bernal pode transferir de UBS Siufi e Mazina; Siufi cogita pedir demissão

Zemil Rocha
Siufi poderá pedir demissão, se Bernal recursar conceder-lhe licença (Foto: Arquivo)Siufi poderá pedir demissão, se Bernal recursar conceder-lhe licença (Foto: Arquivo)

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), cogita promover a transferência dos médicos Paulo Siufi (PMDB), vereador e ex-presidente da Câmara de Campo Grande, e Leandro Mazina, ex-secretário municipal de Saúde na gestão de Nelsinho Trad (PMDB), ambos lotados na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Distrito de Aguão, que fica a cerca de 40 quilômetros da sede do Município de Campo Grande. Por enquanto, nenhum remanejamento foi oficializado, embora os dois médicos, que são concursados na prefeitura, já tenham conversado com assessores da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), à qual estão vinculados. Devido à possível incompatibilidade de horários, Siufi cogita até mesmo pedir demissão.

As transferência que estão por ser definidas têm evidente caráter político, já que Siufi e Mazina são ligados ao ex-prefeito Nelsinho Trad, com quem Bernal vem travando uma “gerra de acusações” desde o início do mandato em janeiro. A Sesau alega, porém, que existe uma grande necessidade de médicos e outros profissionais em alguns postos de saúde de bairros da Capital e as transferências atendem a essas demandas, para melhorar o atendimento à população.

Como já foi informado sobre a futura transformação da UBS do Aguão em unidade do Programa Saúde da Família (PSF), com o atendimento aumentando de um turno para dois, o que geraria para ele incompatibilidade de horários, Siufi já conversou com o secretário adjunto da Sesau e expôs sua situação.

“Fui lotado lá no Águão, há mais de 14 anos, justamente porque meu atendimento é uma vez por semana. Já disse ao secretário adjunto que se for mudar em Aguão para PSF não posso ficar por que tenho compromissos com as sessões da Câmara e com o meu consultório particular. Avisei que se for o caso vou pedir licença para tratar de interesse particular ou demissão, se o prefeito não me der a licença”, explicou Siufi, que informou dar atendimento em pediatria na UBS de Aguão nas manhãs de sextas-feiras.

Leandro Mazina explicou que também já conversou na Sesau com o chefe da Divisão Médica sobre sua situação, diante das mudanças que estão prestes a acontecer na UBS de Aguão, onde atualmente atende nas manhãs de quarta e quinta-feira. Para ele, não há problema nenhuma que seja transferido para outro posto de saúde, desde que seja com “transparência” e se atente também para as suas possibilidades. “Vou ver para onde querem me mandar e vou ver se me interessa ou não”, revelou ele. “Também tem a possibilidade de eu ser cedido para a Secretaria Estadual de Saúde. A secretaria Beatriz já pediu e estamos aguardando”, acrescentou.

 

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


É assim que o prefeito pretende aumentar o número de médicos? Com picunha político-partidária??? Alguém pode explicar para esses políticos que adolescência geralmente se dá entre 13 e 18 anos, por favor... Precisamos de políticos mais estabilizados emocionalmente!!!
 
Marcilene Dutra em 17/05/2013 09:23:34
O presidente da câmara, será que ele é parente daquele Cidadão do Hospital do câncer, e tar de betina, que estava economizando remédio para não tratar os coitadinhos do hospital,,,,,, será que essa betina não vai pegar um câncer,,,
 
Valter Vieira Alves em 16/05/2013 22:47:39
O Bernal, acho que o SIUFI esta pronta para tomar conta do Hospital do câncer, heemmm,, e a betina de administradora!!
 
Valter Vieira Alves em 16/05/2013 22:45:24
O atendimento a população é em primeiro lugar, vereança em segundo.
 
Roberto Domingos em 16/05/2013 21:56:20
Então Doutores Mazina e Siufi... quando fizeram o juramento da medicina excluíram o voto de salvar vidas e trabalhar , desde que tivesssem tempo de atender seus interesses pessoais... Será que realmente atendem até hj no Aguão??? devem mesmo pedir demissão da prefeitura e párar de mamar ainda mais nessa fonte pública, basta o que já enriqueceram como vereador e secretário !
 
maria silva em 16/05/2013 21:03:48
aonde que medico trabalha apenas uma vez por semana ou ele e concursado por 20 ou 40 horas por que agora nao pode concurso de 30 horas.. aonde que este senhor Paulo Siufi manda algo ele nao e secretario de saude e nem prefeito, ele tem que trabalhar e cumprir horario assim como enfermeiros, tecnicos de enfermagem, Dentistas, e auxiliares, ou ele trabalha todos os dias ao menos meio periodo e recebe por isso ou entao trabalhar apenas uma vez por semana e meio periodo isso nao existe abre processo administrativo e exonera ele do concurso ou da advertencia com 3 ele e exonerado, medicos assim ninguem precisa pessoas que nao cumprem horario e nem trabalham acha q uma vez por semana e meio periodo ele da conta de atender toda populacao? imagina que consulta ...
 
joao da silva em 16/05/2013 20:16:07
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions