A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

11/08/2015 13:20

Câmara aprova doação de terreno para construção de santuário católico

Antonio Marques
Padre Paulo Vital, da comunidade Nossa Senhora da Abadia, durante votação na Câmara para doação do terreno para construção de Santuário (Foto: Fernando Antunes)Padre Paulo Vital, da comunidade Nossa Senhora da Abadia, durante votação na Câmara para doação do terreno para construção de Santuário (Foto: Fernando Antunes)

Depois de 13 anos de espera, a paróquia Nossa Senhora da Abadia conseguiu hoje a doação de um terreno de 5 mil metros quadrados na Chácara Cachoeira, próximo ao Hospital do Proncor, para a construção do Santuário Arquidiocesano dedicado a padroeira da Arquidiocese de Campo Grande.

Para o padre Paulo Vital, pároco da comunidade da Nossa Senhora da Abadia, na verdade não se trata-se apenas de uma doação, mas uma permuta da Prefeitura, uma vez que em 1915 a diocese da Capital teria recebido a doação da área no centro de Campo Grande para a construção da Capela, mas o município construiu a Praça do Rádio Clube. “Na época foi colocada a pedra fundamental do Santuário e desde 2002 estamos lutando para conseguir outra área e hoje conseguimos. E foi com emoção”, comentou.

A emoção a que se referiu o padre, além do fato de ter conseguido realizar o sonho da comunidade católica de Campo Grande, também foi em razão da sessão ter sido tumultuada e participativa, durante em que foi votada o parecer da Comissão de Constituição e Justiça sobre o quórum para sessão de abertura da Comissão Processante contra o prefeito Gilmar Olarte (PP).

Durante a sessão, cerca 250 professores, em greve há mais de 60 dias, manifestantes do SOS Cultura, gritaram, vaiaram, viraram de costas aos vereadores. Tudo isso por revolta aos vereadores que votaram a favor do quórum qualificado para abertura da Comissão Processante, na sessão da próxima quinta-feira, contrariando a plateia.

Durante a fala na Tribuna da Casa, padre Paulo Vital agradeceu aos vereadores pela votação e terem realizado o sonho da comunidade católica da Capital. A partir de agora, segundo o padre, a luta é para conseguir apoio para a construção do Santuário. “Peço a colaboração de todos para podermos construir nossa capela”, declarou.

Conforme o pré-projeto apresentado pelo pároco, no local deve ser construído um Centro Religioso, Social, Cultura e Administrativo da Igreja Católica de Campo Grande, com Templo para mil pessoas, capelas temáticas, museu sacro, ossário, centro pastoral e evangelização.

O projeto que beneficiou a comunidade católica foi aprovado ao final da sessão, e depois de vários coros de “vergonha”, “fora o café”, “não tem nada não, no ano que vem tem eleição” que eram entoados pelos professores, os vereadores que permaneceram no Plenário puderam escutar o coro “glória, glória, aleluia”, dos católicos.

Pré-projeto do Santuário Arquidiocesano dedicado a Nossa Senhora da Abadia, padroeira da Diocese da Campo Grande (Imagem: Divulgação)Pré-projeto do Santuário Arquidiocesano dedicado a Nossa Senhora da Abadia, padroeira da Diocese da Campo Grande (Imagem: Divulgação)
Governador assina ordem de serviço para asfalto e entrega viaturas hoje
O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) assina nesta quinta-feira (17), ordem de serviço para pavimentação e drenagem de águas pluviais em seis quilôme...
Ainda tem o que entregar sobre Michel Temer em delação, diz Funaro
O corretor de valores Lúcio Bolonha Funaro, preso na Papuda, em Brasília, disse nesta quarta (16) que "ainda tem" o que entregar sobre o presidente M...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions