A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Agosto de 2017

11/08/2015 12:56

Câmara decide por quórum de 20 votos para criar comissão contra Olarte

Juliana Brum e Antônio Marques
Vereadores votam por quorum qualificado (Foto - Fernando Antunes)Vereadores votam por quorum qualificado (Foto - Fernando Antunes)

Vereadores votaram e decidiramm pelo quorum qualificado - dois terços - para a votação da abertura da Comissão Processante contra o prefeito Gilmar Olarte (PP), nesta manhã (11) durante a sessão da Câmara. Foram 19 votos a favor do quorum qualificado; contra 8 votos a favor do quorum simples. Com isso, para criação da Comissão serão necessário pelo menos o voto de 20 parlamentares.

A votação para abertura da processante está prevista para acontecer na próxima quinta-feira (13). Diante dos votos de hoje, apenas a vereadora Carla Stephanini (PMDB) declarou voto a favor de abrir a processante. 

Os parlamentarem que votaram à favor do quorum eleito, o qualificado: Wanderlei Cabeludo (PMDB), Carla Stephanini (PMDB), Dr.Loester (PMDB), Magali Picarelli (PMDB), Chiquinho Telles (PSD), Delei Pinheiro (PSD), Coringa (PSD), Flavio César (PTdoB), Otávio Trad (Pt do B), Chocolate (PP), Gilmar da Cruz (PRB), Betinho (PRB), Saraiva (DEM), Franscisco Luis Saci (PRTB), Carlos Augusto Borges (PSB), João Rocha (PSDB), Herculano Borges (SD) e Engenheiro Edson (PTB).

O presidente da Casa, Mario César (PMDB), vota apenas em caso de empate e o vereador Edil Albuquerque (PMDB), não participou da sessão devido viagem particular.

Os vereadores que votaram à favor do simples foram: Thais Helena (PT), Alex (PT), Eduardo Romero (PT do B), Airton Araujo (PT), Luiza Ribeiro (PPS), Cazuza (PP) e José Chadid ( sem partido).

Durante a votação os vereadores se mostraram constrangidos diante de gritos e vaias. Apenas a vereadora Carla Stephanini (PMDB) justificou o seu voto. "Sou a favor da abertura da Comissão Processante, mas voto a favor do quorum qualificado, mantendo a coerência do regimento e da forma válida na última processante", falou a vereadora peemedebista.

O vereador Airton Saraiva (DEM), presidente da Comissão Permanente de Legislação, Justiça e Redação Final, defendeu que neste momento não seria bom para a Capital que o prefeito fosse caçado, por acreditar ser difícil a recuperação da administração nas mãos de outro gestor diante tantos problemas existentes na atual gestão. "Devemos manter a coerência, já que o regimento prevê o quorum qualificado" explicou Saraiva, em meio a vaias.

Denúncia - A denúncia, contendo o pedido de abertura de Comissão Processante, foi protocolado pelos vereadores Marcos Alex (PT), Thais Helena (PT) e Luiza Ribeiro (PPS), que ficam impedidos, pelo regimento, de participarem da votação. Dessa forma, já foram convocados os suplentes Élbio dos Santos Mendonça (PT), Roberto Santos Durães (PT) e Aldo Eurípedes Donizete (PPS) para comparecerem à sessão.

Caso o pedido de abertura seja aprovado em Plenário com maioria absoluta de votos, serão sorteados três vereadores, entre os desimpedidos, para comporem a Comissão Processante, elegendo entre si o presidente e o relator. Todavia, se o pedido for negado, a denúncia será devidamente arquivada.

Manifestantes viram as costas para o plenário após votação (Foto: Fernando Antunes)Manifestantes viram as costas para o plenário após votação (Foto: Fernando Antunes)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions