ACOMPANHE-NOS    
MAIO, TERÇA  26    CAMPO GRANDE 11º

Política

Câmara aprova reajuste de 6% a vereadores e prefeito em meio a pandemia

Novos vencimentos dos prefeitos e vereadores de São Gabriel do Oeste começam a valer a partir de janeiro

Por Leonardo Rocha | 31/03/2020 09:54
Sessão dos vereadores em São Gabriel do Oeste (Foto: Divulgação - CMSGO)
Sessão dos vereadores em São Gabriel do Oeste (Foto: Divulgação - CMSGO)

A Câmara Municipal de São Gabriel do Oeste aprovou ontem (30), em sessão extraordinária, o reajuste salarial dos vereadores em 6,4% e do prefeito Jeferson Tomazoni (PSDB) em 6,8%, em meio a pandemia do coronavírus. Os novos vencimentos começarão a valer a partir de janeiro de 2021.

Com este aumento, o salário dos 10 vereadores vai passar de R$ 7.135,48 para R$ 7.596,68.  Já os vencimentos do prefeito saltam de R$ 22.136,75 para R$ 23.650,90. Já o vice-prefeito e secretários passam de R$ 10.362,67 para R$ 11.825,44.

Nesta mesma sessão, os parlamentares também aprovaram o reajuste de 6,8% aos servidores municipais e do legislativo, assim como de 12,84% para os profissionais do Magistério, seguindo a lei federal vigente para categoria.

O presidente da Câmara, o vereador Valdecir Malacarne (PPS), alegou que não houve reajuste, e sim apenas a fixação de subsídio para próxima legislatura. “Estes valores serão para os próximos vereadores, assim como ocorreu para quem está com mandato agora, que foi definido (subsídio) pela legislatura anterior”.

Ele afirma que houve a votação ontem (30), porque a definição dos subsídios dos vereadores e prefeito, precisa ocorrer seis meses antes da eleição. “Vale lembrar que isto não representa aumento, só cumprimos a legislação federal”, justifica o parlamentar.

O prefeito também declarou que “não houve reajuste” e sim apenas “recomposição da inflação”, ainda citou que os subsídios dos vereadores e chefes do poder executivo não tiveram reposição nos últimos quatro anos. “Não há nada de imoral no que foi aprovado”.