A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

20/05/2013 19:04

Câmara vota, em 2º turno, Guarda Municipal “armada” na Capital

Zemil Rocha
Alceu Bueno é autor do projeto e prevê aprovação traquila da matéria amanhã (Foto: Arquivo)Alceu Bueno é autor do projeto e prevê aprovação traquila da matéria amanhã (Foto: Arquivo)

A Câmara de Campo Grande pautou para a sessão de amanhã a votação, em segundo turno, da Proposta de Emenda à Lei Orgânica Municipal (LOM) que prevê que os guardas municipais portem armas. Em dois dispositivos da LOM, os vereadores incluíram a previsão de que a Guarda Municipal da Capital, além de uniformizada, deve estar “armada”. O autor do projeto, vereador Alceu Bueno (PSL), acredita que haverá aprovação unânime, novamente.

Na primeira votação, apesar de o prefeito Alcides Bernal (PP) ser contra, o projeto foi aprovado por 27 votos a zero, o que significa que nem mesmo os integrantes da base de apoio ao chefe do Executivo se dispôs a ser contra a medida. A aprovação aconteceu em meio a um clima de protesto por perseguições que teriam vitimado alguns lideres da Guarda Municipal. Dois deles trabalhavam na Câmara e foram transferidos para trabalhar em escolas municipais da periferia da Capital.

O único vereador que não votou na primeira votação, na sessão do dia 7 de maio, foi o vereador Paulo Siufi (PMDB), que estava viajando. O presidente da Câmara, Mario Cesar (PMDB), estava presidindo a sessão e, em geral, só dá votos de minerva, em casos de empate. Mário Cesar elogiou a aprovação naquela ocasião, ressaltando que os vereadores agiram com “muita maturidade”, em um momento oportuno. “Nossa família agradece e esperamos que realmente esse projeto traga segurança e dias melhores”, afirmou o presidente.

Já há lei federal que autorizava o uso de armas pelos guardas municipais. A mundança na Lei Orgânica Municipal, porém, tem um caráter determinativo. Caso o projeto seja aprovado em segundo turno e promulgado pela Câmara, é possível que o prefeito Alcides Bernal ingresse com ação de inconsticionalidade no Tribunal de Justiça do Estado.

 



Colocar uma arma na mão de uma pessoa despreparada para usar é um PERIGO! Os guardas municipais vão ter que passar por testes psicológicos e um servero treinamento para ver se são capazes de usar armas...se não acontecer isto, é melhor trabalhar sem armas mesmo...TENHO DITO!
 
Eugenio de Souza em 21/05/2013 07:37:49
Isso mesmo Alceu vamos armar esses caras depois faz outra votação para ver se vai dar munição também,por enquanto deixe eles só com as armas até eles se ambientarem, por hora bala pra eles só 7 belo.
 
walter oliveira em 20/05/2013 23:15:05
perfeito, inconstitucional.
 
joao gaspar janzkovski lopes em 20/05/2013 21:26:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions