ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  01    CAMPO GRANDE 24º

Política

Candidato a prefeito e dois vice de Sidrolândia estão internados com covid

Apenas prefeita interina, Vanda Camilo (PP), está com bom quadro de saúde no momento

Por Gabriela Couto | 30/03/2021 17:00
Moacyr de Andrade (Patriota) está intubado na Unimed de Campo Grande e Enelvo Filini (PSDB) segue em tratamento no Albert Einstein em São Paulo (Foto Instagram)
Moacyr de Andrade (Patriota) está intubado na Unimed de Campo Grande e Enelvo Filini (PSDB) segue em tratamento no Albert Einstein em São Paulo (Foto Instagram)

Das duas chapas que disputam as novas eleições municipais de Sidrolândia, três candidatos estão com coronavírus. Apenas a prefeita interina da cidade que disputa a vaga do Executivo, a vereador Vanda Camilo (PP) não está internada por conta da covid-19. Ela já teve a doença no começo da pandemia.

Devido ao aumento dos casos contaminados no município, as eleições previstas para 11 de abril foram suspensas pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral) por tempo indeterminado.

Já a chapa do candidato Enelvo Filini (PSDB) está toda hospitalizada. Ele teve a confirmação da doença no primeiro dia de campanha 15 de março. Depois de piorar a situação de saúde, a família decidiu transferir Enelvo para o Albert Einstein, em São Paulo.

Segundo o filho, o vereador Enelvo Junior (PSDB), o pai não está intubado e utiliza apenas o oxigênio para auxiliar na respiração. “Quadro dele é leve. Está tratando os pulmões e dentro de três a quatro dias está bem e vai receber alta. Vamos voltar para casa.”

O candidato a vice-prefeito, da chapa de Enelvo, Moacyr de Andrade (Patriota), está com o quadro mais grave. Ele segue intubado no Hospital da Unimed, em Campo Grande. Ele não sofreu intercorrências, mas segue na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) respirando com ajuda de aparelhos. O quadro dele é estável e ele não apresenta febre.

A candidata à vice-prefeita Rosi Fiúza (MDB) também está internada no Hospital da Cassems, em Campo Grande. Ela está estável e teve o comprometimento de 20% dos pulmões. A confirmação da doença foi publicada no dia 21 de março.

De acordo com o marido dela, Daltro Fiúza (MDB), que foi o mais votado na eleição passada, mas teve a chapa impugnada, não há previsão de alta. “Ela está fazendo fisioterapia e segue com ajuda de oxigênio no nariz. Eu já testei negativo e tive alta médica.”

Em Sidrolândia já são 3.905 pessoas infectadas pela doença. Nas últimas 24 horas foram confirmados outros 54 novos contaminados. A cidade é a oitava do Estado com o maior número de óbitos até o momento. Foram 73 vidas perdidas para a doença.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário