A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

18/11/2015 09:24

Comissão de Ética recebe hoje representação que pode cassar Luiza Ribeiro

Antonio Marques
Vereadora Luiza Ribeiro pode ser cassada por quebra de decoro em decorrência de vazamento de declarações ao MPE no âmbito da operação Lama Asfáltica (Foto: Fernando Antunes)Vereadora Luiza Ribeiro pode ser cassada por quebra de decoro em decorrência de vazamento de declarações ao MPE no âmbito da operação Lama Asfáltica (Foto: Fernando Antunes)

O presidente da Comissão de Ética, vereador João Rocha (PSDB), disse que deve receber na reunião desta manhã a representação de parlamentares de nove partidos contra a colega Luiza Ribeiro (PPS) pedindo punição por quebra de decoro parlamentar por conta das declarações da parlamentar ao MPE (Ministério Público Estadual) em que fez acusações a vereadores e lideranças partidárias da Capital sem provas.

Na semana passada representantes de nove partidos protocolaram na Mesa Diretoria da Câmara Municipal representação contra a vereadora por quebra de decoro parlamentar. Os parlamentares cobram punição da Comissão de Ética pelas declarações, sem provas, ao MPE (Ministério Público Estadual), no âmbito da operação Lama Asfáltica, em que ela disse que os vereadores recebiam “mensalinho” desde a gestão do prefeito Nelson Trad Filho.

O depoimento de Luiza Ribeiro ao MPE foi gravado em vídeo que, deveria ser sigiloso em razão do processo da Lama Asfáltica tramitar em segredo de justiça, vazou à imprensa e tornou as declarações públicas, o que deixou vários vereadores revoltados. Alguns ocuparam a Tribuna da Casa para se defender e atacar a colega.

O vereador Carlos Augusto Borges, o Carlão (PSB), que tomou frente na coleta das assinaturas dos colegas, chegou a dizer que não teria nada pessoal contra a colega, mas Luiza Ribeiro deveria responder por suas declarações e “provar” o que falou aos promotores da força tarefa da operação Lama Asfáltica. “Ela não pode sair falando e manchando a imagem dos vereadores e da instituição, como fez”, declarou ele.

Além de Carlão, outros oito representantes de partidos teriam assinada a representação. Francisco Luis Saci (PRTB), Edil Albuquerque (PMDB), Otávio Trad (PTdoB), Gilmar da Cruz (PRB), Edson Shimabukuro (PTB), Ademar Vieira Junior, o Coringa (PSD), Airton Saraiva (DEM) e Jamal Salem (PR).

O presidente da Comissão de Ética, vereadores João Rocha disse que a Mesa Diretoria encaminhou a representação à Procuradoria Jurídica da Casa para análise e durante a reunião de hoje, o processo será entregue aos membros da Comissão.

Caberá à Comissão de Ética analisar se o depoimento da vereadora Luiza Ribeiro ao MPE, vazado para a imprensa, será considerado quebra de decoro e, assim, definir qual a punição, que pode ser uma simples advertência ou até mesmo a cassação do mandato.

Luiza Ribeiro declarou por várias vezes que não teve a intenção de prejudicar os colegas ou qualquer liderança política, que suas declarações ocorreram dentro de um inquérito em curso e que caberia aos promotores a investigação. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions