A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

11/11/2011 17:19

Estado poderá ter megainvestimentos de R$ 9,7 bilhões assegurados no PPA

Edmir Conceição*
Senador Waldemir Moka, em sessão da Comissão da Infra-Estrutura do Senado. (Foto: Agência Cãmara)Senador Waldemir Moka, em sessão da Comissão da Infra-Estrutura do Senado. (Foto: Agência Cãmara)

A Comissão de Infra-Estrutura do Senado aprovou emendas do senador Waldemir Moka (PMDB) que prevê investimentos em ferrovias, rodovia e poliduto, estimados em R$ 9,7 bilhões nos próximos quatro anos. O PPA (Plano Plurianual) estabelece os projetos e os programas de longa duração do governo, definindo objetivos e metas da ação pública para um período de quatro anos.

“O primeiro passo é incluir esses projetos dentro das ações prioritárias do governo. E depois trabalhar para que os recursos sejam liberados. Mas é bom deixar claro que tudo dependerá do orçamento federal”, explica o senador.

As emendas propostas por Moka foram acatadas pelo senador Delcídio do Amaral (PT-MS), responsável pela seleção das emendas na Comissão de Infra-Estrutura.

Emendas - Em uma das emendas, Moka corrigiu falha no texto do projeto de lei recebido pelo Congresso. A Ferroeste foi incluída na proposta, mas o governo federal omitiu o montante a ser investido até 2015.

Com a emenda, as obras na ferrovia terão dotação de R$ 2,5 bilhões, sendo R$ 500 milhões em 2012. Em outra emenda, Moka propôs aumento no valor dos investimentos previstos para a Ferrovia Pantanal, que saltou de R$ 1,557 bilhão para R$ 3 bilhões.

As outras duas propostas de Moka aprovadas pelo Senado preveem a inclusão no PPA de duas importantes obras para o Estado, que não estavam previstas no projeto de lei do Executivo.

A primeira delas é a implantação do sistema de escoamento de combustíveis (Poliduto) entre Paraná, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. Para esse projeto Moka pediu R$ 3 bilhões, dos quais R$ 800 milhões para 2012 e o restante para os demais anos.

O senador também apresentou emenda garantindo a inclusão das obras de duplicação da BR-163 no PPA 2012-2015. Moka solicitou o valor de R$ 1,2 bilhão, sendo R$ 300 milhões para o primeiro ano.

“São quatro projetos de grande porte. Além de essenciais para o desenvolvimento econômico do Estado, um deles garante condições de fluxo e segurança dos motoristas que trafegam pela principal rodovia que corta o Estado, a 163”, argumenta.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions