A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Outubro de 2019

16/05/2019 20:11

Condenado na Lava Jato, Bumlai tem prisão decretada pelo TRF-4

Bumlai foi condenado a 9 anos e 10 meses de prisão por gestão fraudulenta de instituição financeira e corrupção.

Adriano Fernandes
Bumlai durante depoimento a CPI do BNDES, em 2015. (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)Bumlai durante depoimento a CPI do BNDES, em 2015. (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

O TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) determinou o cumprimento da pena do pecuarista sul-mato-grossense José Carlos Bumlai, condenado a 9 anos e 10 meses de prisão por gestão fraudulenta de instituição financeira e corrupção.

Ainda no ano de 2004 Bumlai teria intermediado um empréstimo de R$ 12 milhões junto ao banco Schain em nome do PT. Conforme o jornal O Globo em troca, a empresa Schain Engenharia teria sido contratada em 2009 pela Petrobras para operar um navio-sonda, num negócio que movimentou US$ 1,5 bilhão.

De acordo com a investigação, o PT usou R$ 6 milhões para quitar dívidas do partido em Campinas e repassou a outra metade para o empresário Ronan Maria Pinto. O caso foi julgado na primeira instância pelo juiz Sergio Moro em 15 de setembro de 2016. Até então Bumlai estava em liberdade e pedia que o caso foi enviado para a Justiça Eleitoral, o que foi negado.

Nesta quinta-feira (16) além de Bumlai o tribunal também determinou a execução da pena do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto e julgou os embargos infringentes de Fernando Antônio Falcão Soares, o Fernando Baiano.

Ainda conforme o Globo, Vaccari, que havia sido condenado por corrupção passiva a 6 anos e 8 meses de prisão, deve cumprir regime inicial semi-aberto e não fechado, como foi apontado na sentença. Já Fernando Baiano cumpre pena em regime domiciliar com tornozeleira eletrônica, após fechar um acordo de delação premiada.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions