A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

08/05/2009 12:53

Cota de Tebet foi usada para sete vôos após sua morte

Redação

Levantamento do Congresso em Foco revelou que a cota do senador Ramez Tebet (PMDB/MS) foi usada para pagar sete voos após sua morte. No total, o Senado Federal pagou 291 viagens para 11 ex-senadores, amigos ou familiares. O campeão é o ex-senador do Maranhão João Alberto de Souza (PMDB), que teve 98 viagens pagas pelo Senado após deixar o cargo.

Tebet morreu em decorrência de um câncer em 17 de novembro de 2006. Segundo o Congresso em Foco, o Senado usou a cota do senador para pagar voos para as funcionárias lotadas no seu gabinete, Maria Regina Vieira e Marly Souza. Eles viajaram as passagens nove meses após a morte do peemedebista. Também viajou Mônica Souza, irmã de Marly, que usou os recursos públicos para viajar entre Curitiba e Assunção, respectivamentes, as capitais do Paraná e do Paraguai. Ex-senadores justificaram ao Congresso em Foco que as mulheres ganharam as passagens de Tebet antes de sua morte.

Também usaram a cota de passagens os ex-senadores Jorge Bornhausen, presidente do DEM, e o governador de Alagoas, Teotônio Vilela (PSDB).

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions