A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

26/12/2008 18:02

Delcídio diz que corte em Orçamento resulta de crise

Redação

O Orçamento da União para 2009 foi aprovado com um corte de R$ 10,3 bilhões, sendo que R$ 1,2 bilhão foi sobre a verba planejada em investimentos, inclusive, para o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

Com as mudanças no Congresso, o valor total do Orçamento ficou em R$ 1,6 trilhão e, segundo informações da Folha Online, o senador Delcídio destacou que a matéria leva em consideração a instabilidade econômica por causa da crise financeira mundial.

Nesta sexta-feira, o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, apresentou ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva as alterações realizadas por deputados e senadores no Orçamento de 2009. Depois da explicação geral referente às modificações na matéria, Bernardo escutou do presidente as diretrizes para a elaboração do decreto com a programação de gastos do governo para o próximo ano que será concluído em janeiro.

Programação enviada pela equipe econômica do governo à Comissão Mista de Orçamento do que deve ou não ser priorizado por causa da crise econômica internacional, a Folha Online informa que interlocutores do Palácio do Planalto avaliam que existe uma forte preocupação com o PAC.

Reserva do superávit primário, que perdeu R$ 2,2 bilhões e em 2009 contará com R$ 52,31 bilhões, é considerada uma das maiores alterações realizadas pelo governo federal no Orçamento. A redução de verba com concursos públicos e reajuste para servidores, que deixaram de contar com R$ 388,6 milhões, é outra diminuição significativa.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions