A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

17/03/2016 08:31

Deputado de MS diz que foi hostilizado por conta da gravata vermelha

Antonio Marques
Torcedor do clube Internacional, Carlos Marun disse que foi confundido com deputado do PT por usar gravata vermelha (Foto: Divulgação/Agência Câmara)Torcedor do clube Internacional, Carlos Marun disse que foi confundido com deputado do PT por usar gravata vermelha (Foto: Divulgação/Agência Câmara)

O deputado federal Carlos Marun (PMDB) foi hostilizado, no começo da noite de quarta-feira (16), por manifestantes que prostetavam em frente ao Palácio do Planalto contra a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para ministro da Casa Civil do governo Dilma Rousseff (PT). Ele disse que foi confundido por estar usando uma gravata vermelha.

Torcedor do Internacional do Rio Grande do Sul, o deputado sul-mato-grossense disse ter muitas gravatas vermelhas. Após a confusão ele que voltou para a Câmara para participar da reunião do Colégio de Líderes. “Depois sem a gravata retornei à manifestação e fiquei até o final”, contou ele, que deixou o local por volta das 23 horas.

Para Marun, que é um dos defensores do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a situação no país “é de quase insurreição popular”. Ele considera que a decisão da presidente Dilma de “entregar o governo ao (ex-presidente) Lula acendeu o estopim e a bomba está mais perto de explodir”, declarou.

A presidente Dilma Rousseff dará posse agora de manhã ao ex-presidente Lula como ministro da Casa Civil. Com isso, Lula ganha foro privilegiado e só poderá ser julgado pelo STF (Supremo Tribunal Federal).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions