A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

27/06/2013 12:40

Deputado questiona participação de CNBB nos conflitos indígenas

Leonardo Rocha
Deputado não quer interferência da CNBB na questão agrária em MS (Foto: divulgação)Deputado não quer interferência da CNBB na questão agrária em MS (Foto: divulgação)

O deputado estadual Zé Teixeira (DEM) foi a tribuna da Assembleia questionar a participação e “intromissão” da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) na questão dos conflitos agrários em Mato Grosso do Sul. De acordo com ele, o CIMI (Conselho Indigenista Missionário) irá entregar hoje em Brasília, o relatório sobre violência contra os indígenas a entidade.

Segundo o democrata, a entidade religiosa não pode “interferir” neste assunto, pois assim estará “rasgando” a Constituição Federal, que prevê que a justiça determina quem está com a razão e direito. “Se for para eles (CNBB) entrarem nesta briga, então vamos convocar os evangélicos também e outros grupos que queiram participar”, destacou.

Zé Teixeira pediu a mesa diretora da Casa de Leis, que faça um requerimento ao CIMI pedindo o relatório, para que o legislativo tenha acesso ao seu conteúdo. “Eles expõem ao país dados de violência contra os índios, porém esquecem de citar policiais e produtores que sofreram agressões e até mortes nestes conflitos”, ponderou.

O deputado ainda criticou a Funai (Fundação Nacional do Índio) por adotar uma “política” de demarcação sem critérios específicos. “Esta questão deve ser revisada, fiquei sabendo que a CNBB ainda pensa em lutar em favor da Funai, este assunto não cabe interferência religiosa”, ressaltou.

Reunião – O governador André Puccinelli (PMDB) está reunido neste momento com representantes de várias entidades, entre elas produtores, indígenas e CNJ (Conselho Nacional de Justiça) para buscar soluções em relação ao conflito agrário.



Parabéns Deputado Zé Teixeira, concordo plenamente no quesito que a CIMI ( Conselho Indigenista Missionário) não tem que dar palpite em assuntos de terras. Isto é assunto da Justiça resolver. Esse "Conselho Missionário" , missionário de que? de missionário não tem nada. Se a missão que fazem é instigar os índios contra fazendeiros está completamente fora da missão. Não sou proprietário de terras, mas não concordo em tomar o que é dos outros, ganhos com sacrifício. Os índios precisam ter o necessário para viverem em paz, já são contemplados com bolsas e bolsas dos programas do governo federal. Adquirirem volumes grandes de terra para que ? se não produzem riquezas para o país? só para dizerem que tem muitas terras? Terras devem ficar em mãos de quem produz alimentos para uma nação da dimen
 
João Alves de Souza em 27/06/2013 15:45:46
Tem inteira razão o Deputado Zé Teixeira. A CNBB apoia a luta dos indígenas, mas não faz doação das suas terras aos índios.
Ela quer fazer milagre com o "manto do outro". Assim não tem nem lógica.
 
VALDIR VILLA NOVA em 27/06/2013 13:47:15
COMO ELE TEM UMA OPINIÃO FORMADA, A IGREJA TEM A SUA! MESMO ELE SENDO UM PARLAMENTAR, TEM QUE RESPEITAR E ACEITAR QUE A IGEJA SE PRONUNCIE ATRAVÉS DAS PESSOAS CERTAS.
NÃO SOU A MELHOR PESSOA PARA FALAR SOBRE ISSO, MAS SE A CNBB ESTA FALANDO, É QUE ELA PODE AJUDAR EM ALGUNS ASPECTOS!!!
 
Luiz Henrrique em 27/06/2013 13:17:32
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions