A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

05/09/2013 08:20

Deputado reclama de "lentidão" de projeto que prevê assistência a policiais

Leonardo Rocha
Deputado reclama que proposta está parada em comissão apesar de já ter sido aprovada em primeira votação (Foto: Divulgação)Deputado reclama que proposta está parada em comissão apesar de já ter sido aprovada em primeira votação (Foto: Divulgação)

O deputado estadual Pedro Kemp (PT) reclamou da lentidão do trâmite de sua proposta de emenda constitucional que prevê a assistência médica completa a servidores estaduais que forem vítimas de acidentes durante o trabalho, entre eles os policiais e bombeiros.

De acordo com Kemp, o projeto já foi aprovado em primeira votação, no entanto está “parado” na comissão de reforma constitucional esperando análise do relator, o deputado estadual Junior Mochi (PMDB). “Já falei com ele sobre esta questão, não pode deixar um projeto como este escondido na gaveta, caso o executivo seja contrário que então a proposta seja enviada a plenário para segunda votação”, destacou ele.

O petista destaca que policiais vítimas de acidentes, entre eles os que foram “baleados” durante o serviço tem 70% do tratamento coberto pela Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores de Mato Grosso do Sul), no entanto tem que arcar com os 30% restantes. “Os servidores não tem condição, as famílias entram em desespero, se o profissional estava trabalhando durante o acidente o Estado deve arcar com toda assistência”, apontou ele.

Como o projeto se trata de uma proposta de emenda constitucional não precisa passar pelo “crivo” do governo estadual, basta ser aprovada pelos deputados para que entre em vigor. “Ele (projeto) já está parado a mais de um mês, e já foi aprovado pela primeira vez deve seguir para segunda votação”, salientou Kemp.

Assembleia recebe prestação de contas e fará limpeza de pauta antes do recesso
A última semana de trabalho do Poder Legislativo de Mato Grosso do Sul em 2017 será aberta com a audiência pública para prestação de contas do govern...
Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...


Essa é a realidade da PM, os direitos dos policiais sempre ficam em segundo plano... a sociedade precisa de posicionar e para de colocar a culpa sempre nos governantes e até nos policiais por tudo que acontece de errado. Os policiais são submetidos a carga horária acessiva, não recebem periculosidade, não recebem hora extra, não recebem auxílio alimentação, são obrigados a comprar sua própria farda, dentre outras coisas...
 
rodrigo real em 05/09/2013 10:49:42
Gostaria de avisar o Deputado Junior Mochi(PMDB) que grande parte da população Sulmatogrossense tem parentes ou é funcionário público da PM/PC. Vale salientar que a grande maioria e eleitor deste estado é que vários votaram em citado relator, mas assim como o nosso Governador o PMDB se esqueçem que precisam de nossos votos. A comunidade que tem parentes ou são servidores públicos ira lembram-se de muitos desmandos ou mesmo da morosidade de que assuntos tão relevantes a saude de quem muito trabalha e pouco respaldo tem do poder público. Alias nós só conhecemos os detentores do poder público quando os mesmos dão carteiras quando realizamos nosso trabalho e eles infrigem as Leis.
 
IVONE DO CARMO em 05/09/2013 09:34:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions