A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

16/06/2009 10:47

Deputados aprovam repúdio a ministro do Meio Ambiente

Redação

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul aprovou, hoje, uma moção de repúdio ao ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, que chamou os produtores rurais de vigaristas.

A reprimenda foi proposta pelo deputado estadual Antônio Carlos Arroyo (PR). "Estou repreendendo a incontinência verbal do ministro. Um ministro tem o dever de pensar no que fala", reforçou Arroyo antes da votação do repúdio.

Em plenário, Arroyo teve apoio do deputado Zé Teixeira (DEM). De acordo com Teixeira, o governo do PT não sabe tratar bem do setor responsável por gerar vários empregos e alimentar o país.

Aprovada, a moção teve votos contrários dos petistas Pedro Teruel e Amarildo Cruz. O restante da bancada petista, cujo caminho natural seria apoiar um ministro do governo Lula, não votou. Paulo Duarte se ausentou do plenário no momento da votação e Pedro Kemp ocupava a presidência.

Na tentativa de salvar Carlos Minc, Amarildo Cruz recorreu ao tratamento que o legislativo estadual dá ao governador André Puccinelli (PMDB). "O governador muitas vezes se reporta de forma inadequada a diversas pessoas e nunca recebeu repúdio da Assembleia", observou. Contudo, Amarildo frisou que Minc pode ter exagerado na declaração sobre os produtores.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions