A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 24 de Agosto de 2017

25/05/2017 13:03

Deputados criticam e assinam moção contra senador Renan Calheiros

Eles alegam que Calheiros ofendeu o senador Waldemir Moka

Leonardo Rocha
Deputado Paulo Siufi pede para Coronel David assinar moção contra Renan Calheiros (Foto: Victor  Chileno/ALMS)Deputado Paulo Siufi pede para Coronel David assinar moção contra Renan Calheiros (Foto: Victor Chileno/ALMS)

Os deputados estaduais criticaram e assinaram uma moção de protesto, contra o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), que segundo eles, ofendeu o senador Waldemir Moka (PMDB) e o deputado Carlos Marun (PMDB), em discussão que ocorreu ontem (24), em Brasília, quando debatiam sobre a crise envolvendo o presidente Michel Temer (PMDB).

Paulo Siufi (PMDB) foi quem apresentou a moção e usou a tribuna para criticar Calheiros. Assinaram o documento, os deputados Junior Mochi (PMDB), Mara Caseiro (PSDB), Coronel David (PSB), Zé Teixeira (DEM), Rinaldo Modesto (PSDB) e Paulo Corrêa (PR). Este vai ser encaminhado para o Senado Federal.

"Ainda vou conversar com os outros (deputados) e com os peemedebistas que faltaram na sessão, para que façam parte do documento. O Renan (Calheiros) ofendeu o senador (Waldemir) Moka no plenário e ainda citou o deputado Carlos Marun, sem qualquer postura ou equilíbrio, um exemplo depreciativo para classe", disse Siufi.

O parlamentar ainda argumentou que o senador de Alagoas "não representa mais" a opinião do partido no Senado e que deve deixar a liderança. "Teve uma ação inoportuna e vulgar, não se comportou como o cargo que ocupa exige, inclusive usando termos de baixo calão", pontuou.

Discussão - Esta discussão entre Moka e Renan Calheiros ocorreu ontem (25), no plenário do Senado, quando o senador de MS falava sobre a situação do presidente Michel Temer (PMDB). Primeiro, Renan fez críticas ao Palácio do Planalto. Minutos depois, ele foi sucedido por Moka, que ao contrário do alagoano, saiu em defesa da gestão de Temer.

Moka afirmou que 18 senadores foram ao encontro com Temer, frisando que os problemas enfrentados pelo governo não surgiram agora, mas são consequência de uma soma de situações nos últimos 13 anos.

Renan interrompeu o discurso de Moka, aos berros, acusando o senador de MS de "puxa-saquismo", que prontamente respondeu à Calheiros. "Mais puxa saco que vossa excelência eu não conheço", retruca Moka.

Renan seguiu a discussão, sendo respondido novamente pelo líder da bancada sul-mato-grossense em Brasília (DF). "Senador Renan, vossa excelência muda de lado e vem aqui para cima. Eu estou tranquilo, quero ignorar vossa excelência. Há muito tempo vossa excelência não fala pela liderança. Há muito tempo". (Veja o vídeo abaixo).

O Campo Grande News entrou em contato com o senador Waldemir Moka, mas até o fechamento da reportagem não obtivemos resposta.

Justiça Federal determina que bens de ex-prefeita sejam bloqueados
Cinco pessoas, entre elas a ex-prefeita de Três Lagoas, Márcia Moura, estão na lista em que a Justiça Federal determina o bloqueio de bens sob acusaç...
Maia diz que retomará votação sobre reforma política na próxima terça-feira
Após dar início à votação da Proposta de Emenda Constitucional da reforma política, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), encerrou a sessão ...



Não sou eleitor do senador Moka, nem de seu partido. Também nunca votei no partidão dos ladrões (antigo PT), mas o senador Moka deve a partir de agora, todas as vezes que usar a tribuna do senado, cumprimentar o Renan, mentiroso-ladrão-falsificador, com os seguintes termos:"especial cumprimento ao safado-puxa saco mor-vira casaca senador Renan"!
 
Estacio Quevedo em 25/05/2017 15:08:07
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions