A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

30/06/2009 14:41

Dilma garante a Delcídio mais verba para esgotos em MS

Redação

Em reunião na manhã de hoje, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Roussef, garantiu ao senador Delcídio do Amaral (PT-MS) mais recursos do PAC (Plano de Aceleração de Crescimento) para saneamento em municípios de Mato Grosso do Sul que não foram atendidos com implantação de rede de esgoto.

A audiência foi no Palácio do Planalto, em Brasília. "Relatei à ministra a satisfação das famílias que estão recebendo as casas construídas pelas prefeituras com recursos federais. Ela se sensibilizou com o meu apelo e prometeu viabilizar, nas próximas semanas, mais recursos para moradia e a implantação de rede de esgotos, especialmente nos municípios que ainda não foram atendidos", revelou o senador.

Outro assunto em pauta foram os estudos para a recuperação do Rio Taquari. Na semana passada, a proposta inicial, feita a partir de uma solicitação do senador ao Ministério da Integração, foi apresentada a um grupo de produtores, técnicos e autoridades municipais no Sindicato Rural de Corumbá.

"Ela concordou com o encaminhamento que estamos dando ao assunto e , na mesma hora, pegou o telefone e orientou o Grupo de Trabalho Interministerial a acelerar a elaboração do projeto, para que possamos iniciar os serviços de engenharia já no final deste ano. A idéia é levar a ministra Dilma para lançarmos oficialmente as obras em Corumbá", disse o senador. O grupo de trabalho foi criado em 2006, após solicitação do senador. A intenção é propor soluções para o assoreamento do Rio Taquari, considerado um dos maiores desastres ambientais do país.

A necessidade de se expandir os investimentos em geração termelétrica para diminuir a dependência do país em relação às usinas hidrelétricas também foi colocada em discussão. "Toda vez que chega o período da seca se reduz o volume de água nos reservatórios e com isso diminui também a capacidade de geração de energia hidrelétrica. A ministra Dilma, que já foi minha companheira do setor elétrico, entende do assunto, e disse que o governo já está tomando as providencias necessárias para ampliar a geração termelétrica", afirmou

Delcídio.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions