A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Março de 2019

01/02/2019 11:19

Em discurso de posse, deputados prometem ajudar MS e combater “velha política”

Parlamentares pontuaram que governador Reinaldo terá apoio para projetos e reformas

Danielle Valentim e Leonardo Rocha
Deputado estadual Capitão Contar defendeu combate à velha política. (Foto: Henrique Kawaminami)Deputado estadual Capitão Contar defendeu combate à "velha política". (Foto: Henrique Kawaminami)

Três deputados estaduais fizeram o discurso de posse em nome dos demais parlamentares durante a sessão desta sexta-feira (1º). Entre as promessas, o apoio ao Governo de Mato Grosso do Sul e combate à "velha política".

Novato na casa, o deputado estadual Capitão Contar (PSL) ressaltou um momento delicado na política internacional e que o Brasil toma espaço de destaque com a posse do presidente Jair Bolsonaro, do mesmo partido. Eleito com 78.390 votos válidos, o parlamentar pontua que a “velha política” será combatida.

“O novo presidente do país vai propor reformas e buscar uma economia estável e nós deputados precisamos resgatar a confiabilidade das instituições, fazer nossa parte, dar exemplo e mostrar que estamos aqui para servir. As velhas práticas das políticas estão com os dias contados e que as mudanças propostas em nível nacional precisam ser trazidas a nível estadual. Conte conosco, governador, para projetos e reformas para o Estado”, disse.

O deputado estadual Eduardo Rocha (PMDB) - reeleito com 22.347 votos - disse que a assembleia cumpriu o dever de casa e não se acovardou diante de temas difíceis como a Reforma da Previdência.

“A Assembleia tem sua parcela de contribuição nas boas finanças do Estado”, disse. “Não vai faltar apoio para projetos importantes”, completou o parlamentar ao Governador Reinaldo Azambuja.

Representando a oposição, o deputado estadual José Almi (PT), o cabo Almi, reforçou o apoio ao Governo, mas destacou o interesse em discutir melhor a lei da “Cota Zero”, concurso para professores e o regime especial para militares, com relação à Reforma da Previdência.

“Quero propor uma audiência pública para discutir melhor a “Cota Zero”, para não prejudicar a rede hoteleira e o turismo. Além disso debater o concurso para professores e defender minha bandeira de que os militares tenham o regime especial com relação à Reforma da Previdência ao militares. A discussão como oposição é sempre de humildade”, disse.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions