A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

17/08/2014 17:47

Enterro de Eduardo Campos reúne mais de 130 mil pessoas no Recife

Kleber Clajus
Família, amigos e populares se despedem de Eduardo Campos (Foto: Reprodução / TV Globo)Família, amigos e populares se despedem de Eduardo Campos (Foto: Reprodução / TV Globo)
Nelsinho Trad acompanhou velório e enterro de amigo pernambucano em Recife (Foto: Divulgação)Nelsinho Trad acompanhou velório e enterro de amigo pernambucano em Recife (Foto: Divulgação)

Lágrimas e aplausos marcaram a despedida, neste domingo (17), ao presidenciável e ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), 49 anos, vítima de acidente aéreo na última quarta-feira (13) em Santos (SP). Durante velório e missa mais de 130 mil pessoas passaram pelo Palácio das Princesas, sede do governo pernambucano, e depois seguiram a pé até o cemitério Santo Amaro.

Em cerimônia de corpo presente realizada pelo arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, foram reunidos além de familiares e amigos as principais figuras políticas do país. A presidente Dilma Rousseff (PT) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegaram a ser vaiados, porém em pouco tempo a reação deu espaço a palmas em homenagem a Campos.

Também estiveram presentes no ato fúnebre a ex-senadora e vice na chapa presidencial, Marina Silva, o governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) e o candidato ao governo de Mato Grosso do Sul, Nelson Trad Filho (PMDB), além de ministros, deputados e embaixadores. Todos foram recebidos pelo governador de Pernambuco, João Lyra Neto (PSB).

No período da tarde, um caminhão do Corpo de Bombeiros conduziu o cortejo até o cemitério. Por decisão da família, Campos foi sepultado no túmulo do avô e ex-governador pernambucano, Miguel Arraes, que morreu há nove anos atrás.

O caixão foi descido ao túmulo com o público bradando: "Eduardo, guerreiro do povo brasileiro". Além disso, flores foram lançadas e fogos de artifício disparados, bem como se cantou o Hino Nacional e canções religiosas.

Morte em campanha – Nascido em Recife (PE), Eduardo Campos havia completado 49 anos no último dia 10 de agosto e faleceu, na quarta-feira (13), vítima de acidente aéreo em Santos (SP). Outras sete pessoas, entre pilotos e assessores também morreram na ocasião e foram enterrados neste fim de semana.

Candidato do PSB, ele era o terceiro colocado nas pesquisas para a presidência da República e considerado um dos políticos mais promissores de sua geração. Em sua trajetória, Campos ocupou cargos de governador de Pernambuco, deputado federal, presidente do partido e ministro de Ciência e Tecnologia do governo Lula, antes de se afastar do PT e selar aliança com a ex-senadora Marina Silva, que deve assumir na quarta-feira (20) seu lugar na corrida ao Palácio do Planalto.

O ex-governador era casado com a economista e auditora licenciada do TCE (Tribunal de Contas do Estado, Renata Campos, com quem teve cinco filhos – Maria Eduarda, João Henrique, Pedro Henrique, José Henrique e Miguel, que nasceu em janeiro deste ano.

As outras vítimas do acidente eram os fotógrafos Alexandre Severo Gomes da Silva e Marcelo de Oliveira Lyra que também atuava como cinegrafista, o jornalista Carlos Augusto Ramos Leal Filho (Carlos Pecol), o advogado e ex-deputado de Sergipe Pedro Almeida Valadares Neto (Pedrinho Valadares), além do piloto Marcos Martins e do copiloto Geraldo Magela Barbosa da Cunha.

Três aviões levam corpos e velório de Eduardo Campos vai começar ainda hoje
Decolaram no início da noite de hoje (16) os três aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) que levam os corpos do candidato à Presidência, Eduardo Camp...
O “Natural no PSB e na REDE” é Marina Silva não substituir Eduardo Campos
Em diálogo rápido com meu amigo tucano Ben Hur Ferreira disse que: “Substituir o nome de Eduardo Campos por Marina Silva na cédula eleitoral em 5 de ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions