A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

07/11/2013 08:46

Exoneração de secretário é sucessão natural, afirma Luiza Ribeiro

Kleber Clajus

Autora da Ficha Limpa para cargos no Executivo e Legislativo, a vereadora Luiza Ribeiro (PPS), analisa que a exoneração do secretário Municipal de Receita, Gustavo Freire, pelo prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), é “sucessão natural”. A definição sobre o caso foi fechada ontem (6), em reunião da base aliada, mas ainda se aguarda a publicação da decisão no Diário Oficial.

De acordo com a vereadora, Bernal já havia sinalizado para a substituição do secretário na terça-feira (5), dia em que o PPS lançou nota exigindo a exoneração imediata de Freire, demitido de cargo na Receita Federal por improbidade administrativa.

“A aplicação da Ficha Limpa é imprescindível e está lançada na Lei Orgânica do município. Com a demissão o caso se resolve e a decisão é uma sucessão natural”, comenta Luiza. “O prefeito também já deu pistas de que um técnico com experiência em finanças públicas deve assumir a pasta. O Bernal não tem caráter de fazer composição política”.

Supersecretário - Gustavo Freire foi nomeado para ocupar os cargos de secretário de Governo e de Receita desde o início da gestão de Bernal. Ele foi demitido da Secretaria de Governo na terça-feira, quando o professor e suplente do senador Delcídio do Amaral (PT), Pedro Chaves, assumiu a pasta.

Inicialmente, o prefeito decidiu manter Freire na Secretaria de Receita. No entanto, ele acabou não aguentando a pressão interna e externa para exonera-lo. A demissão deve ser publicada no Diário Oficial de Campo Grande de hoje ou amanhã.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions