A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

01/08/2014 14:37

Fator previdenciário causou perda de 81,77% aos aposentados, diz Trad

Edivaldo Bitencourt
Deputado federal defendeu a mudança no fator previdenciário (Foto: Divulgação)Deputado federal defendeu a mudança no fator previdenciário (Foto: Divulgação)

O deputado federal Fábio Trad (PMDB) afirmou que o favor previdenciário causou perda de 81,77% nos últimos 20 anos para os aposentados e pensionistas. O índice representa o valor corroído pela inflação nas últimas duas décadas.
“Entre 1994, ano de implantação do Plano Real, e janeiro de 2014, aposentados e pensionistas do INSS sofreram perdas de 81,77% em seus proventos, persistentemente corrigidos pelo índice de inflação”, destacou o peemedebista.

Ele estima que 9,5 milhões de pessoas são prejudicadas pelo cálculo atual das pensões e benefícios. Ele classificou o grupo como um “contingente de deserdados da União”. Com o poder de compra menor, segundo o parlamentar, os inativos acabam se tornando presas fáceis de agiotas.

Para o deputado, em vez de lhes “retribuir com alguma dignidade o esforço de toda uma vida produtiva pela construção do Brasil que temos hoje”, o governo federal “atira-os, impotentes, à sanha macabra dos exploradores dos famigerados empréstimos consignados”.

O fator previdenciário é aplicado para cálculo das aposentadorias por tempo de contribuição e por idade, sendo opcional no segundo caso. Criado sob a justificativa de equiparar a contribuição do segurado ao valor do benefício, baseia-se em quatro elementos: alíquota de contribuição, idade do trabalhador, tempo de contribuição à Previdência Social e expectativa de sobrevida do segurado.

Além de criticar o fator previdenciário, Fábio Trad apontou ainda a injusta disparidade entre os valores das aposentadorias pagas pelo INSS e os do funcionalismo público, destacando que enquanto grande parte dos aposentados pelo INSS recebe um salário mínimo, no Poder Legislativo, por exemplo, alguns chegam a receber mais de R$ 25 mil.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions