A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

03/07/2008 08:39

Funcionários dos Correios marcam assembléia para segunda

Redação

Os funcionários da ECT (Empresa Brasileira de Correio e Telégrafos) ligados ao maior sindicato da categoria em Mato Grosso do Sul só decidirão na segunda-feira se irão aderir à paralisação nacional que começou na terça-feira.

Conforme o presidente do Sindicato dos Trabalhadores nos Correios, Telégrafos e Similares de Campo Grande e Região, Emídio Gonçalves Alves, a assembléia que estava marcada para ontem foi adiada por um aspecto legal: era preciso avistar a empresa.

A assembléia ficou marcada para às 18h30 de segunda-feira, na sede do sindicato, que possui 1030 filiados e representa 1.460 funcionários; o equivalente a 70% do total de servidores da estatal em Mato Grosso do Sul. Até a manhã de ontem já eram 25 sindicatos em greve.

Os funcionários reivindicam cumprimento de um termo de compromisso assinado pelo ministro das Comunicações, Hélio Costa, e pelo presidente dos Correios, Carlos Henrique Custódio, para que eles recebam adicional de periculosidade equivalente a 30% do salário por mês, aumento na Participação nos Lucros e Resultados e a implementação de um Plano de Cargos, Carreiras e Salários.

Ameaça - A ECT já ameaça descontar os dias parados do salário dos grevistas. Em um comunicado ontem, a empresa argumenta que a decisão foi tomada com o objetivo de manter os serviços e zelar pelo interesse da sociedade.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions