A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

31/08/2010 11:26

Governo contesta índice de reajuste apresentado pelo PT

Redação

O Governo do Estado divulgou hoje números oficiais sobre a evolução dos salários dos professores em Mato Grosso do Sul.

Com base em informações da Secretaria Estadual de Educação, o governo avalia como impossível os índices divulgados durante campanha eleitoral, de que na administração do PT os professores tiveram reajuste de 215%. O índice real, segundo a Secretaria, é de apenas 57% em 8 anos da gestão petista.

A diferença, conforme levantamento, ocorre porque o PT comparou a remuneração de um professor com carga horária de 20 horas em 1998 - igual a R$ 287,27, com um de 40 horas em 2006, equivalente a R$ 905,10.

Segundo o governo atual, o calculo correto, levando em consideração servidores com a mesma carga horária (20 horas), significa reajuste de apenas 57%, porque os salários subiram de R$ 287,27 para R$ 452,57 entre 98 e 2006.

Na manhã de hoje, o governador André Puccinelli esteve reunido com a equipe de governo para se preparar para o primeiro debate entre os candidatos ao governo, realizado pela Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul)

Para o debate, Puccinelli levará a contestação dos números e deve apresentar dados atuais.

Segundo o Estado, desde 2006, os salários dos professores com carga de 20 horas semanais evoluíram de R$ 452,57 para R$ 938,15 em 2010, colocando a categoria hoje "em terceiro lugar no ranking nacional dos salários dos professores", informa o governo.

O reajuste no período atingiu 107,30%, "índice 21,12% maior que o IPCA estimado até o final de 2010", finaliza.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions