A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Agosto de 2017

04/04/2016 12:20

Governo vai enviar projeto para aumentar incentivo a agentes de saúde

Leonardo Rocha e Alberto Dias
Junior Mochi, presidente da Assembleia, diz que projeto pode ser votado em regime de urgência (Foto: Assessoria/ALMS)Junior Mochi, presidente da Assembleia, diz que projeto pode ser votado em regime de urgência (Foto: Assessoria/ALMS)

O governo estadual vai enviar projeto de lei para Assembleia Legislativa, com a intenção de aumentar o valor do incentivo aos agentes de saúde e endemias. Este benefício será ampliado de R$ 120,00 para R$ 300,00, tendo como meta chegar a meio salário mínimo, até 2018.

Esta informação foi repassada pelo deputado federal, Luiz Henrique Mandetta (DEM), que teve uma reunião sobre o tema, hoje (04), com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB). De acordo com o parlamentar, a proposta será encaminhada ao legislativo, em regime de urgência, para ser votada o quanto antes.

O presidente da Assembleia, o deputado Junior Mochi (PMDB), afirmou que assim que o projeto chegar a Casa de Leis, os deputados serão consultados para que a votação seja imediata, ainda nesta semana. Deve haver um acordo com os líderes partidários, assim não é necessário cumprir todos os prazos regimentais.

Reivindicação - No final de fevereiro, representantes do Sisem (Sindicato dos Servidores e Funcionários Municipais de Campo Grande), foram até a Assembleia Legislativa, buscar apoio dos deputados sobre este projeto. Eles queriam algumas mudanças nos índices que seriam apresentados pelo governo estadual.

Segundo presidente da entidade, Marcos Tabosa, a proposta do governo consistia em pagamento de 30% do salário mínimo, este ano, em 2017, 40%, e no seguinte 50%. Já o sindicato desejava 40% para 2016, 45% para 2017 e 50% para um ano depois. Em Mato Grosso do Sul existem 4,6 mil agentes de saúde, dos quais 2,4 mil em Campo Grande.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions