ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SEGUNDA  17    CAMPO GRANDE 29º

Política

Justiça bloqueia R$ 100 mil de prefeito de Maracaju em ação por improbidade

Por Aline dos Santos | 28/02/2012 08:39

MPE denunciou prefeitura por não repassar ao banco desconto de empréstimo consignado de servidores

A Justiça determinou o bloqueio de R$ 100 mil do prefeito de Maracaju, Celso Luiz da Silva Vargas (PDT), em ação civil pública por dano ao erário.

Acionado por servidores municipais, o MPE (Ministério Público Estadual) denunciou o prefeito por improbidade administrativa por deixar de repassar à Caixa Econômica Federal os descontos referentes aos meses de agosto e setembro de 2011, dos empréstimos consignados efetivados por servidores públicos.

Desta forma, os servidores passaram a receber notificações que teriam os nomes inclusos no SPC e Serasa. De acordo com o promotor Estéfano Rocha Rodrigues da Silva, o atraso levou o poder público a pagar juros de R$ 15 mil para o banco.

Na decisão, o juiz Marcus Vinícius de Oliveira Elias determinou, em liminar, a penhora online de R$ 100 mil do prefeito. Caso, o bloqueio não dê certo, a decisão já prevê indisponibilidade de outros bens, com envios de ofícios para os Cartórios de Registro de Imóveis de Maracaju, Dourados e Campo Grande.

Na última semana, a prefeitura de Maracaju reconheceu a situação. O poder público alega que o atraso aconteceu por conta de um “problema de caixa”. Conforme o secretário municipal de Administração, Sebastião Soares, os servidores não tiveram prejuízos.

A reportagem tentou entrar em contato com o prefeito e o secretário de Administração, que não foram localizados.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário