A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 23 de Abril de 2018

08/09/2010 10:42

Líder questiona se PMDB é único culpado em saída de Edil

Redação

O presidente estadual do PSDB e um dos principais líderes do BDR (Bloco Democrático Reformista), deputado Reinaldo Azambuja, questionou se o PMDB é o único culpado pelo afastamento de Edil Albuquerque (PMDB) da campanha de Murilo Zauith (DEM) ao Senado.

Sob alegação de que o governador André Puccinelli (PMDB) não tem dado o apoio necessário ao candidato, Edil, que era primeiro suplente de Murilo, abandonou o projeto político.

"Por que o Edil saiu? Será que a culpa é só do PMDB"?, insinuou.

Para Azambuja, Murilo errou na estratégia de campanha e estruturou seu projeto de forma isolada. Ou seja, não "colou" com os deputados estaduais, com bases fortes no interior.

"O Murilo buscou a estratégia dele separado dos deputados estaduais, e federais, fez isolado, com os vereadores, e eu acho que isso foi um erro", criticou.

De acordo com o tucano, o bloco está pedindo votos e apoiando Murilo, mas muita coisa depende da força de vontade do próprio candidato.

"Vamos ajuda-lo, ele tem nosso apoio, mas a campanha depende muito do candidato também", observou.

Segundo o líder do BDR, Murilo agora precisa "sentar com o PMDB" e reestruturar sua campanha. "Ele tem que recompor isso, tem que arrumar um outro suplente e continuar a campanha", finalizou.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions