A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019

25/02/2013 16:47

Lideranças do PMDB pregam candidatura própria para 2014

Zemil Rocha
Líderes do PMDB reunidos esta manhã (Foto: Divulgação)Líderes do PMDB reunidos esta manhã (Foto: Divulgação)

As principais lideranças do PMDB discutiram na manhã desta segunda-feira (25), no Diretório Regional, a participação do partido nas eleições de 2014, entre outros temas. O presidente regional do partido, deputado estadual Oswaldo Mochi Júnior, mais conhecido como Júnior Mochi, defendeu candidatura própria peemedebista para a sucessão do governador André Puccinelli, bem como o ex-prefeito Nelsinho Trad, que está oferecendo seu nome como opção para a disputa.

Como o PMDB é um partido “com liderança expressiva e diretório bem constituído”, o presidente regional da legenda defende priorização de candidatura própria. “A executiva nem discute a questão de não ter candidatura própria”, afirmou Mochi, após a reunião, defendendo ainda que as decisões relacionadas aos rumos do partido em 2014 sejam tomadas em conjunto com as bases do partido no Estado, buscando “unidade”. Entende que, dessa forma, o partido que vem realizando a “melhor administração pública da história de Mato Grosso do Sul” ficará ainda mais forte.

O ex-prefeito Nelsinho Trad afirmou que a reunião foi muito produtiva e que sentiu, dentro do diretório, o desejo concreto de candidatura própria. Para ele, o partido foi “feliz” em caminhar no sentido de promover o debate com toda a sociedade, envolvendo todos os segmentos, para que a decisão a respeito das eleições de 2014 seja “bastante estruturada”. “O nosso presidente agiu com democracia. O partido está coeso em cima de candidatura própria, mas queremos ouvir os membros do partido no Estado para referendar a decisão final e ganhar força com a união de todos”.

Durante a reunião do Diretório do PMDB também foram abordados temas como realização de encontros regionais, planejamento administrativo e financeiro do partido e questões pendentes do ano passado, relacionadas principalmente às eleições nos diretórios municipais, em cidades como Antônio João, Iguatemi, Costa Rica e Jaraguari.

Na reunião ficou definido que serão realizados seis encontros regionais, cinco no interior do Estado e um na Capital, para discutir os rumos do partido em 2014. A proposta inicial de Mochi era que acontecessem oito encontros, que deverão acontecer de março a maio. “Ainda vamos elaborar o formato das reuniões, os temas abordados e as datas dos encontros, inclusive detalhando os custos”, explicou Mochi.

Em dois casos de diretórios municipais, o de Antônio João e o de Iguatemi, houve prorrogação de 30 dias para definição de que chapa ficará no comando. Dois membros da Executiva regional, Carlos Marun e Vanderley Cabeludo, vão fazer levantamento da situação e expor ao diretório para decisão. Em relação a Costa Rica, o diretório regional decidiu com base artigo 23 do estatuto partidário fazer composição proporcional, com 51% para uma chapa e 49% para a outra.

Além do presidente regional do PMDB, participaram da reunião o senador Waldemir Moka, a vice-governadora Simone Tebet, o secretário estadual de Habitação, Carlos Marun, os deputados federais Fábio Trad e Edson Giroto, o deputado estadual Eduardo Rocha, os vereadores Vandelei Cabeludo e Carla Stephanini, o ex-prefeito de Campo Grande Nelson Trad Filho e algumas lideranças.

 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions