A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

06/02/2018 10:44

Líderes prometem separar trabalho e eleições e destacam “harmonia” na Assembleia

Discursos amistosos e compromisso de não deixar a disputa eleitoral contaminar os trabalhos marcam o retorno da Assembleia; parlamentares também elogiam atuação do governo

Humberto Marques e Leonardo Rocha
Deputados estaduais retornaram do recesso parlamentar nesta terça-feira. (Fotos: André Bittar)Deputados estaduais retornaram do recesso parlamentar nesta terça-feira. (Fotos: André Bittar)

A harmonia entre os poderes e o respeito entre situação e oposição foram as marcas dos discursos dos líderes das bancadas na Assembleia Legislativa, durante a solenidade que na manhã desta terça-feira (6) marca a abertura dos trabalhos de 2018 na Casa de Leis. Além da relação institucional, o processo eleitoral também foi lembrado pelos parlamentares –inclusive com a promessa de que potenciais adversários nas urnas saberão separar a agenda eleitoral da legislativa.

Líder do MDB na Casa, Eduardo Rocha fez elogios à gestão do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) –que participa da solenidade. Segundo ele, o governo tem méritos por conseguir “manter as contas em dia”. Além disso, o emedebista considera que, com a melhora da economia do Brasil e as medidas de austeridade adotadas pelo governo estadual, “esta vai ser um ano mais tranquilo do ponto de vista financeiro e dos projetos, tanto da Assembleia como do governo estadual”.

Rocha ainda aposta que os deputados estaduais “vão saber separar a eleição do trabalho legislativo. E o MDB vai continuar ajudando o partido em 2018, assim como fez em 2017”. O deputado chegou a defender a aproximação com o PSDB nas próximas eleições.

Grandão disse que PT nunca pôs dificuldades em projetos importantesGrandão disse que PT nunca pôs dificuldades em projetos importantes

Postura – Líder do PT na Casa, João Grandão afirma que, embora o partido integre a oposição ao governo de Reinaldo, “nunca colocamos dificuldades em projetos importantes do governo e sempre discutimos assuntos com a base aliada”. Segundo o deputado, os pontos de tensão em 2017 envolveram a “postura firme” em relação a projetos que, dentro da avaliação dos petistas, representavam prejuízo aos trabalhadores, caso da reforma da previdência. “Mas nunca fomos oposição por ser oposição”, pontuou Grandão.

O petista ainda disse que este será um ano “de luta” para o partido, contudo, “entendo que os deputados devem ter responsabilidade tanto para cumprir a função deles como para exercer o papel político nas eleições”.

Já o líder do Governo na Assembleia, Professor Rinaldo (PSDB), exaltou o fato de que, em 11 anos como deputado estadual, “esta foi uma das legislaturas mais harmônicas que presenciei”. “A oposição nunca colocou dificuldades para postergar ou dificultar a tramitação de projetos”.

Para o líder tucano, os deputados souberam “colocar Mato Grosso do Sul em primeiro lugar, independentemente das bandeiras partidárias e grupos políticos diferentes”. Além disso, ele destacou o fato de o Estado “conseguir colocar as contas em dia mesmo em anos de crise, uando 20 Estados tiveram dificuldades para pagar as contas no começo do mês e manteve a economia funcionando. O governo conseguiu investir em áreas importantes para a população, como saúde, educação e segurança”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions