A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

07/09/2010 09:30

Manifestantes insistem no "Fora Artuzi" durante desfile

Redação

Com faixas e palavras de ordem, grupo de manifestantes fechou há pouco o desfile de 7 de Setembro em Dourados. Este ano, a operação que devassou a estrutura de corrupção montada dentro da prefeitura foi o temo do tradicional Grito dos Excluídos, que todos os anos encerra o desfile da Independência.

Preparados para passar pelo palanque de autoridades, os manifestantes chegaram a ser barrados por homens do Exército, mas em seguida foram liberados a mando do prefeito interino, o juiz Eduardo Machado Rocha.

Ao lado dele, como representante do Legislativo municipal, apenas a vereadora Délia Razuk, única a não ser indiciada depois da operação da Polícia Federal.

Estudantes levaram para a avenida até fotos dos envolvidos no esquema de pagamento de propina e desvio de verbas públicas. Do público, o protesto recebeu adesão com aplausos.

"Fora todos os que roubaram Dourados" e "Ari Artuzi, você pagou com traição o povo douradense", foram algumas das frases ditas durante o percurso pelos manifestantes que exigem novas eleições em Dourados.

O protesto também marcou posição contra a nomeação de Idenor Soares para a Secretaria de Educação. Segundo os manifestantes, ele significa continuidade da política feita até agora em Dourados.

Depois de ser muito aplaudido pela população, assim como o secretário de Governo Eleandro Passaia, que denunciou o esquema, em entrevista no local do desfile o prefeito interino comentou que a prefeitura era "administrada por um bando de aloprados' e lembrou os eleitores que "O problema é que o povo tem memória curta. Daqui a uns tempos, estas mesmas pessoas podem vir pedindo voto e receber votos, de novo."

A boa notícia hoje no município é de que os salários dos servidores será depositado normalmente, amanhã. (Informações do Dourados Agora)

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions