A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

21/09/2010 10:24

Manifesto em Dourados reivindica cassação e eleição já

Redação

Entidades membros do Comitê de Defesa Popular de Dourados estão reforçando a investida contra a corrupção no poder público e mobilizando a sociedade por eleições diretas para prefeito no município.

O manifesto por eleições já e cassação dos indiciados na operação Uragano, da Polícia Federal, ganha corpo no município.

Um outdoor instalado na avenida Marcelino Pires, em frente ao Monumento ao Colono, exemplifica a situação que se instalou na cidade depois que vereadores, prefeito, primeira dama, empresários e secretários foram presos sob acusação de fraude em licitações e pagamento de propina.

"Dourados exige: cassação dos corruptos e eleições para prefeito já", diz o outdoor fixado em uma das principais avenidas da cidade.

Depois das prisões, a Câmara Municipal tentou por três vezes, mas não conseguiu realizar sessão, ou por falta de quorum ou devido ao quebra-quebra dos manifestantes.

Muita gente esteve no plenário munida com cartazes pedindo a saída dos parlamentares indiciados pela PF.

Dos vereadores presos na Operação Uragano, o único que compareceu na sessão de ontem foi Júlio Artuzi (PRB), sendo bastante hostilizado pelo público que conseguiu entrar no plenário.

Também compareceram Délia Razuk (PMDB), Dirceu Longhi (PT), Albino Mendes (PL), Cido Medeiros (DEM) e Cemar Arnal (PDT), a maioria suplentes que assumiram depois que os acusados pediram licença de suas funções.

Prefeitura

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions