A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 22 de Outubro de 2018

06/10/2018 11:59

Marquinhos vê MS "pró-Bolsonaro", mas diz que é impossível prever resultado

Prefeito visitou o Reviva Cultura que segue até às 16h, com apresentações culturais como dança, música e artesanato

Danielle Valentim e Liniker Ribeiro
Marquinhos vê MS pró-Bolsonaro, mas diz que é impossível prever resultado
Prefeito visitou os stands do Reviva Cultura  e reforçou que a ideia do evento foi sugerida pelos próprios comerciantes.
(Foto: Liniker Ribeiro)Prefeito visitou os stands do Reviva Cultura e reforçou que a ideia do evento foi sugerida pelos próprios comerciantes. (Foto: Liniker Ribeiro)

Durante a 3ª Edição do Reviva Cultura, previsto no Plano de Mitigação do Programa Reviva Campo Grande, na manhã deste sábado (6), o prefeito Marquinhos Trad (PSD) afirmou que é impossível ter perspectiva sobre as eleições tanto no nível estadual como no nacional, devido a oscilação das pesquisas. No entanto, sobre os presidenciáveis pontuou que parte de Mato Grosso do Sul é pró-Bolsonaro.

O Reviva Cultura segue até às 16h, com apresentações culturais como dança, música e artesanato. O evento conta com cerca de 40 tendas montadas na Rua 14 de Julho, entre a Mato Grosso e Rua Antônio Maria Coelho.

Além das apresentações, há jogos de tabuleiros, emissão de Carteira de Trabalho, vacinação antirrábica, doação de animais, exames para detecção de HIV e Hepatite, exposição de fotos antigas da Rua 14 de Julho e educação para o trânsito.

O prefeito visitou os stands e reforçou que a ideia do evento foi sugerida pelos próprios comerciantes com a intenção de movimentar as vendas.

“Quando há atividade você traz o público para o centro e acaba impactando no comércio. É uma tentativa de ajudar os comerciantes e faz parte da alternativa para diminuir o impacto comercial que eles vêm enfrentando”, disse o prefeito, que reafirma a ideia de continuar com projetos como este.

Eleições - Sobre as eleições, o prefeito disse que a nível estadual e difícil ter perspectiva, já que vários institutos dão parciais diferentes.

“É impossível saber se temos um resultado no primeiro turno. Eu mesmo sou exemplo dessa diferença, porque há dois anos, o Ibope apontou empate técnico entre mim e a Rose no segundo turno e o resultado deu uma diferença de 20 pontos. E na cena nacional e a mesma coisa, eu sei que aqui boa parte da parcela é pró-bolsonaro, mas não sei qual a situação dos outros estados”, disse.

Vale ressaltar que o prefeito já declarou seu voto ao presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB).

(Foto: Liniker Ribeiro)(Foto: Liniker Ribeiro)
Marquinhos vê MS pró-Bolsonaro, mas diz que é impossível prever resultado


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions