A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Janeiro de 2018

29/12/2008 09:46

Mato Grosso do Sul investirá R$ 500 milhões na Copa 2014

Redação

Campo Grande e Mato Grosso do Sul intensificaram as ações para trazer a Copa do Mundo de 2014. Nesta manhã, o governador André Puccinelli anunciou o investimento de R$ 500 milhões para preparar a infra-estrutura da cidade para receber os jogos.

O anúncio é uma reação a Cuiabá, concorrente direto de Campo Grande, após Mato Grosso ter anunciado investimento de R$ 1 bilhão para preparar aquele Estado para a Copa.

Entretanto, o anúncio de Mato Grosso leva em conta investimentos do Governo Federal através de emendas parlamentares. Já o valor anunciado por Puccinelli é de recursos próprios.

Também hoje, o prefeito Nelson Trad Filho afirmou que dois grandes investidores estão interessados em colocar dinheiro em Campo Grande, se a cidade for confirmada como uma das 12 sedes da Copa do Mundo de 2014. Os nomes dos investidores não foram revelados pelo prefeito.

Nelsinho avaliou ainda que a infra-estrutura de Campo Grande, mesmo em relação aos aeroportos, é superior a de Cuiabá. Ele disse que o Aeroporto Internacional de Campo Grande passará por uma reforma de R$ 250 milhões feita pelo Governo do Estado e que a cidade poderá contar com o Aeroporto Municipal de Santa Maria e o Aeroporto Teruel, para pequenas aeronaves. "Campo Grande não está atrás de Cuiabá, nem neste quesito", afirmou.

Puccinelli e Nelsinho se encontram logo mais, no gabinete da Governadoria, às 11 horas, para discutirem o assunto. Nelsinho entregará ao governador as propostas do projeto para a realização de jogos da Copa do Mundo de 2014.

Prefeitura e Governo já concederam benefícios à Fifa (Fédération Internationale de Football Association) e entidades vinculadas a ela. A Prefeitura isentou as entidades de ISSQN (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza), de IPTU (Imposto Territorial e Predial Urbano), ITBI (Imposto Sobre Transmissões Onerosas de Bens Imóveis) e das taxas instituídas pelo município.

A isenção restringe-se aos serviços, receitas, rendas e bens diretamente vinculados e necessários à realização do evento esportivo. Para ser beneficiada, a pessoa física ou jurídica deve estar credenciada previamente pela Fifa.

Já o governo do Estado isentou de ICMS, até o dia 31 de julho de 2014, as operações com mercadorias e bens destinados à construção, ampliação, reforma ou modernização de estádios a serem utilizados na Copa do Mundo de Futebol

de 2014.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions