A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

30/04/2013 17:07

Ministro Manoel Dias deixa claro que PDT não precisa apoiar Delcídio

Zemil Rocha
Ministro Manoel Dias disse que PDT em MS tem autonomia para 2014 (Foto: Arquivo)Ministro Manoel Dias disse que PDT em MS tem "autonomia" para 2014 (Foto: Arquivo)

O ministro do Trabalho, Manoel Dias (PDT), garantiu esta tarde que não há verticalização nas alianças eleitorais do partido, com liberdade para os diretórios dos Estados buscarem outras soluções políticas. Embora em nível nacional o PDT integre o governo da presidenta Dilma Roussef, do PT, segundo Dias, os pedetistas de Mato Grosso do Sul estão livres para definir a melhor opção, sem estar vinculados necessariamente à candidatura do senador Delcídio do Amaral (PT) ao governo do Estado.

“Nacionalmente o PDT está aliado a Dilma, faz parte da base de apoio, mas os estados têm autonomia para conduzir as alianças para 2014”, garantiu Manoel Dias, após o lançamento do Programa Projovem Trabalhador - Juventude Cidadã em MS 2013, no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo, Auditório Manoel de Barros.

Manoel Dias até admite que seria melhor se o PDT tivesse uma única “posição nacional”, mas disse que hoje predomina o entendimento de que prevalecesse o interesse local nas eleições estaduais. Observou, porém, que há uma “meta” de construir um bancada federal forte no Congresso Nacional para “contribuir com o crescimento nacional”.

Segundo o ministro, que também é secretário geral do PDT nacional, a cúpula do partido está pedindo para os diretórios estaduais priorizem eleição de deputados federais, deputados estaduais e senadores, nessa ordem.

 

 

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions