A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

01/02/2015 16:13

Mochi promove balanço nas contas da Assembleia até março

Kleber Clajus
Auditoria, conforme Mochi. deve estabelecer meios para continuidade de obras de anexo da Casa de Leis do Estado (Foto: Alcides Neto)Auditoria, conforme Mochi. deve estabelecer meios para continuidade de obras de anexo da Casa de Leis do Estado (Foto: Alcides Neto)

Auditoria nas contas da Assembleia Legislativa pretende avaliar se haverá recurso suficiente para reforma e ampliação do prédio. O novo presidente da Casa de Leis, Júnior Mochi (PMDB), pretende encerrar o processo até março.

“Solicitei aos deputados que concedessem prazo de 40 dias [a partir do consenso de chapa] para ter todos esses levantamentos. Uma das nossas prioridades é a conclusão da reforma e ampliação do prédio. Para isso, precisamos saber quanto se tem, quanto será necessário e o tempo para fazer isso”, disse o peemedebista, após cerimônia de posse neste domingo (1º).

Modificando a estrutura, Mochi pontuou que o ideal é manter todos os gabinetes em formato padrão, excetuando a diretoria da Casa de Leis que considera necessário serem os espaços mais amplos pelas atribuições inerentes ao cargo.

De acordo com projeto iniciado em 2012, a Assembleia Legislativa teria ampliada sua área de 3 mil m² para 6,7 mil m², ou seja, mais que dobrar de tamanho. Em anexo, deverão ser disponibilizadas novas instalações da TV Assembleia, 24 gabinetes parlamentares de 87 m², secretaria legislativa, mais um plenário e sala de conferências, além de estacionamento no subsolo da nova estrutura com 34 vagas.

Mandato Participativo – Durante discurso de posse como presidente da Casa de Leis, Mochi ressaltou que seu mandato no biênio 2015/2016 será “participativo”.

A intenção do peemedebista consiste em dividir com os demais partidos missão de “restituir a credibilidade do parlamento”. Em contrapartida, ele também cobrou maior participação popular nas atividades de fiscalização do poder público.

Ainda tem o que entregar sobre Michel Temer em delação, diz Funaro
O corretor de valores Lúcio Bolonha Funaro, preso na Papuda, em Brasília, disse nesta quarta (16) que "ainda tem" o que entregar sobre o presidente M...
Sem consenso, Câmara adia votação da reforma política
Sem consenso e diante de muita polêmica, o plenário da Câmara dos Deputados adiou na noite desta quarta-feira (16) a votação do texto-base de parte d...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions