A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

08/03/2010 11:42

Moka e Valter não comparecem à divulgação de resultado

Redação

A executiva do PMDB-MS divulgou na manhã de hoje o resultado das prévias realizadas ontem para definir o candidato do partido ao Senado. O deputado federal Waldemir Moka obteve 69,03% dos votos e o senador Valter Pereira, 29,90% dos votos dos filiados. Porém, ambos estavam ausentes na entrevista coletiva, na sede do diretório estadual do partido.

Com o resultado, Moka será o candidato ao Senado a ser homologado pela convenção estadual do partido, em junho deste ano. Dos 45.992 filiados inscritos no partido, apenas 15.213 votaram ontem, ou seja, 33,08% do total. Moka obteve 10.501 votos e Valter Pereira 4.548. Os votos brancos ou nulos totalizaram 164 votos.

O deputado venceu em 70 municípios e o senador apenas em nove.

Nem o senador ou o deputado estavam presentes durante a divulgação do resultado. Ambos estão em Brasília, de acordo com o presidente do PMDB, Esacheu Cipriano Nascimento. Outras lideranças do partido, como o governador André Puccinelli, o prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad e a bancada estadual, também não compareceram.

A razão para as ausências seria o evento para repasse de recursos do FEAS (Fundo Estadual de Assistência Social), no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, com a presença de várias lideranças peemedebistas.

O presidente do partido definiu as prévias como "uma festa cívica", apesar do clima de disputa entre os partidários de cada candidato.

Ontem, o senador Valter Pereira declarou em entrevista que haveria compra de voto em favor de Moka e que o valor seria de R$ 50,00. Contudo, Nascimento disse que o senador não formalizou sua denúncia o que impossibilita uma investigação pelo conselho de ética do partido, "A denúncia (do senador) não deslustra a legitimidade do pleito. A comissão de ética do partido só investigará o caso se houver uma representação", explica.

Pereira havia declarado em entrevistas que não disputaria outro cargo caso não fosse escolhido. De acordo com o presidente do PMDB, o partido irá disponibilizar apoio para qualquer vago que Pereira almeje, mas a escolha é do próprio, "O futuro político dele depende apenas dele, o PMDB dará suporte a qualquer cargo que ele defina", ressaltou Nascimento.

O governador ficou de conversar com Pereira ainda hoje, de acordo com Nascimento, e que todas as mágoas após a disputa serão reparadas. Em evento no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, hoje pela manhã, Puccinelli não comentou sobre o resultado das prévias.

Suplentes

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions