A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

15/03/2012 17:31

Na busca por tempo de televisão, PDT, PR e PSB podem ser decisivos

Wendell Reis

Pré-candidatos estão na briga para convencer partidos que possuem um bom tempo para propaganda

Definidas as pré-candidaturas para a Prefeitura de Campo Grande, inicia-se a corrida por alianças, principalmente por conta do tempo de televisão. Além de levar em conta a estrutura da campanha, devido ao alto custo, os pré-candidatos também se preocupam com o tempo na propaganda eleitoral.

De olho neste tempo, partidos que ainda estão na dúvida quanto à candidatura são os alvos prediletos de quem já decidiu que quer concorrer em outubro. Em Campo Grande, já se declaram pré-candidatos Reinaldo Azambuja (PSDB), Edson Giroto (PMDB), Vander Loubet (PT), Alcides Bernal (PP), Athayde Nery (PPS) e Dagoberto Nogueira (PDT).

Dos pré-candidatos declarados, Dagoberto Nogueira entra na lista dos que já disseram que podem não concorrer por falta de estrutura. A possibilidade enche os olhos dos partidos que pretendem fazer o maior número de alianças e, consequentemente, conseguir mais tempo na propaganda.

Dos 30 minutos do horário político, um terço é divido igualitariamente para todos os candidatos. Já o restante, segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), depende do número de representantes na Câmara dos Deputados, considerado, no caso de coligação, o resultado da soma do número de representantes de todos os partidos políticos que a integrarem.

Nesta corrida, o PT leva vantagem. Com 85 deputados na Câmara, segundo o TSE, o partido teria direito a 3,25 minutos, seguido pelo PMDB, com 76 deputados e 3,04 minutos de propaganda. Nesta conta, o PP, com quase metade dos deputados do PT, 39, teria, aproximadamente, dois minutos. Uma fusão com o PDT, a exemplo, faria os partidos alcançarem 65 deputados, chegando a quase três minutos de tempo.

A alta representatividade na Câmara e, consequentemente, o tempo adquirido para propaganda, aumenta a cobiça por uma aliança em Campo Grande com o PR, com 36 deputados, DEM, 27 deputados, PSB, 29, PDT, 26, PTB, 21, PPS, 11 e PV, 10 deputados. O PR e o PTB já anunciaram apoio a Giroto. Já o PSB, DEM e PV ainda não decidiram com que se aliar.

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


depois falam que vivemos em uma democracia.. quanta demagogia...
democracia e direitos iguais e condicoes a todos.... tem partidos que gastao rios de dinheiro e outros nem dinheiro e nem tempo... chega dessa falsa democracia com valores morais invertidos....
 
pedro joao em 16/03/2012 08:57:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions